María Aparicio

María Aparicio
201BOMINCristòfoljmanuelvizrguezInma DíazID Yaks

PigCHAMP Pro Europa. Espanha

Nasceu em Segovia em 1976. Licenciou-se em Veterinária em 1999 pela UCM e no ano 2000 começou a trabalhar no Departamento de I+D de Proinserga, para passar pouco depois a trabalhar na PigCHAMP Pro Europa, S.L. desde o momento da sua criação, em Novembro de 2000. Desde então trabalhou na área de Gestão e Análise de Dados da empresa, desenvolvendo trabalhos próprios do referido departamento como a recolha de dados, introdução dos mesmos, gestão de explorações, análises e consultoria de dados produtivos, apresentações e palestras em feiras e congressos nacionais e internacionais, redação de artigos para diferentes revistas e webs, bem como trabalhos comerciais, serviço de atendimento ao cliente e formação de pessoal. Na actualidade é a responsável do departamento.

Curriculum actualizado: 16-Mai-2012

Artigos

Os efeitos estacionais (temperatura e luz): análise e minimização das suas consequências

08-Out-2012 (há 6 anos 5 meses 16 dias)

Está amplamente documentado que a produção suína apresenta variações estacionais, centradas fundamentalmente numa descida na eficiência reprodutiva na fase de gestação (dificuldade de entrada em cio, maior número de falhas reproductivas), durante os meses de Verão e Outono.

Os efeitos estacionais: análise e minimização

As baixas das porcas: uma torre de Babel (I)

03-Set-2012 (há 6 anos 6 meses 21 dias)

O registro das baixas de porcas nos programas de gestão costuma ser algo simples, ainda que nem sempre se lhe dê a importância que tem e, portanto às vezes o registo é incompleto, com datas erróneas e sem anotar a causa da baixa. Sem embargo do seu correcto registo e posterior análise podemos obter informação muito útil para a correcta gestão técnico-económica da exploração.

As baixas das porcas: uma torre de Babel (I)