Leia este artigo em:

Influência de um suplemento dietético de orégão e / ou alecrim no estatuto antioxidante e na resposta imunitária em porcos

O objectivo do presente estudo foi avaliar a influência de um suplemento dietético com orégão e / ou alecrim (Origanum vulgare L. e Rosmarinus officinalis L.) sobre o estado antioxidante e a resposta imunitária em porcos em engorda.

5ª feira 3 Outubro 2019 (há 17 dias)
gosto

A melhoria das características nutricionais da carne de porco, bem como sua estabilidade antioxidante e suas qualidades sensoriais ou tecnológicas, têm sido motivo de vários estudos sobre estratégias de alimentação animal. Entre eles, o complemento de dietas para suínos com uma fonte comercial de ácido linoléico conjugado (LAC) durante o período de finalização mostrou modificar a deposição de gordura no tecido adiposo e variáveis imunológicas.

Portanto, o objectivo do presente estudo foi avaliar a influência de um suplemento dietético com orégão e / ou alecrim (Origanum vulgare L. e Rosmarinus officinalis L.) sobre o estado antioxidante e a resposta imunitária em porcos em engorda que recebem um suplemento de ALC no período de acabamento.

Para este propósito, um total de 32 porcos de engorda, com um PC médio de 45 kg, foram distribuídos aleatoriamente por quatro tratamentos dietéticos: (i) uma dieta de controlo (CTR); (ii) CTR+ 0,2% de orégão (O); (iii) CTR + 0,2% de alecrim (R), e (iv) CTR+ 0,1% de orégão + 0,1% de alecrim (OR). Durante o periodo de acabamento, todos os grupos receberam uma suplementação adicional de 0,5% de ácidos linoleicos conjugados (ALC). Foram recolhidas amostras de sangue após um periodo de adaptação de 15 dias à nova dieta (T1) e no final do periodo de acabamento (T2) para avaliar o estado antioxidante (poder antioxidante total e metabolitos reactivos do oxigénio) e a resposta imunitária (fenótipo linfocítico e níveis IgG). Finalmente, foram avaliadas as amostras de carne de porco para determinar a actividade de glutatião peroxidase (GSHPx), o conteúdo fenólico total e a classificação.

Não foram observados efeitos significativos em relação ao estado antioxidante. No entanto, foi observado um aumento significativo nos linfócitos B (CD79 +) e um nível mais alto de IgG nos grupos R e O. Além disso, houve efeitos significativos na atividade GSHPx da carne e no conteúdo fenólico total. Em relação à classificação de preferência, a carne de porco derivada do grupo R foi a preferida pelos consumidores.

Em conclusão, foi demonstrado que a suplementação dietética com orégão e alecrim modula a resposta imunitária e influencia o conteúdo de polifenóis da carne, melhorando a preferência do consumidor.

Beghelli, D., Cosmo, A. D., Faeti, V., Lupidi, G., Bailetti, L., Cavallucci, C., & Polidori, P. (2019). Origanum vulgare L. and Rosmarinus officinalis L. aqueous extracts in growing-finishing pig nutrition: effects on antioxidant status, immune responses, polyphenolic content and sensorial properties. Journal of Food Research, 8(2), 90-99. https://doi.org/10.5539/jfr.v8n2p90

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags