Leia este artigo em:

Efeitos do óleo de linhaça, gordura das aves e Vit E no crescimento e carne de porco

O objectivo do presente estudo foi investigar o efeito de lipídios dietéticos e vitamina E sobre o rendimento do crescimento, metabolitos séricos e características de carcaça de porcos de engorda e as características físicas da carne de porco.

6ª feira 26 Abril 2019 (há 3 meses 27 dias)
gosto

A suplementação lipídica na dieta pode reduzir a lipogénese de novo e aumentar o conteúdo de gordura intramuscular da carne de porco simultaneamente, enquanto a suplementação de vitamina E pode aumentar a estabilidade oxidativa da carne de porco.

O objectivo do presente estudo foi investigar o efeito de lipídios dietéticos (óleo de linhaça e gordura de aves) e vitamina E sobre o rendimento do crescimento, metabolitos séricos e características de carcaça de porcos de engorda e as características físicas da carne de porco.

Com este objectivo, 96 porcos Yorkshire (54,3 ± 3,4 kg) foram aleatoriamente distribuídos por 8 dietas engorda-1 e engorda-2 à base de bagaço de soja e milho, formuladas para conter 0, 2, 4 ou 6% de lípidos (1% de óleo de linhaça + 1, 3 ou 5% de gordura de ave) e 11 ou 220 UI de vitamina E/kg num desenho factorial 4×2. Os porcos passaram da dieta de engorda-1 a engorda-2 quando o peso corporal médio alcançou os 84,1 ± 4,0 kg. Os porcos foram abatidos quando alcançaram o peso corporal objectivo de 110,0 ± 3,0 kg.

Não houve interacções lípido x vitamina E no rendimento do crescimento. À medida que os lípidos na dieta aumentaram de 0 a 6%, o consumo médio diário diminuiu linearmente e a relação ganho:consumo melhorou durante todas as fases. A suplementação com 220 UI de vitamina E/kg reduziu a eficiência alimentar, Lys e a utilização de energia digestível (ED) para o ganho de PC durante a fase de engorda-1 e para o global. À medida que aumentavam os lípidos na dieta, as concentrações séricas de colesterol e triglicéridos aumentavam linearmente. A suplementação da dieta com lípidos deu como resultado maiores concentrações de proteína sérica total, albumina, colesterol e triglicéridos em comparação com nenhuma suplementação com lípidos. A espessura e comprimento da entremeada aumentaram à medida que aumentavam os lípidos da dieta. A suplementação com vitamina E aumentou a pontuação para o marmoreado, mas não teve um efeito claro sobre outros parâmetros. Como era esperado, o consumo da ração diminuiu e a eficiência da alimentação melhorou progressivamente ao aumentar a suplementação de lípidos na dieta de 0 a 6%.

Para concluir, a suplementação com 220 UI de vitamina E/kg aumentou a percentagem de tecido magro da carcaça com 6% de lípidos na dieta, mas aumentou a gordura da carcaça com 0 a 4% de lípidos na dieta. A suplementação com vitamina E incrementou a pontuação subjectiva de marmoreado, mas não pareceu surtir efeitos claros sobre a cor e pH do lombo e presunto, as características do lombo ou a firmeza da entremeada.

Huang, C., Chiba, L. I., Magee, W. E., Wang, Y., Griffing, D. A., Torres, I. M., Rodning, S. P., Bratcher, C. L., Bergen, W. G., & Spangler, E. A. (2019). Effect of flaxseed oil, animal fat, and vitamin E supplementation on growth performance, serum metabolites, and carcass characteristics of finisher pigs, and physical characteristics of pork. Livestock Science, 220, 143-151. https://doi.org/10.1016/j.livsci.2018.11.011

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags