Leia este artigo em:

Uma imagem vale mais que mil palavras... ainda mais quando se fala de biossegurança na exploração

Três vídeos que ilustram como fazer uma transição apropriada entre áreas-chave, limpas e sujas.

O controlo de doenças continua a ser uma das áreas mais difíceis para produtores e veterinários de porcos em todo o mundo. Ameaças como a entrada de uma estirpe de um vírus que é endémico numa região (por exemplo, PRRS) ou o aparecimento de uma doença transfronteiriça altamente virulenta (por exemplo, PSA) são factores importantes que tornam a biossegurança uma das medidas mais importantes que protegem qualquer investimento na produção de porcos.

Este artigo é o segundo de uma série que se centra na separaçãoentre áreas na exploração. Descreveremos três vídeos que ilustram como fazer uma passagem apropriada entre áreas-chave, limpas e sujas. Em cada uma, as áreas sujas serão indicadas com a cor cinza, as áreas limpas com a cor branca e a cor vermelha indicará um possível local de contaminação.

Entrada na exploração

Uma entrada dinamarquesa consiste num banco que funciona como uma barreira entre as áreas limpas e sujas da exploração. Neste vídeo, o nosso visitante chega com o seu carro à exploração. As suas mãos e sapatos vermelhos indicam que eles estão potencialmente contaminados. O exterior da instalação é considerado como o lado sujo (cinza). O banco é a marca que indica que uma mudança de calçado é necessária para entrar na zona intermediária ou "apenas meias" (linhas branca e cinza). É essencial que, quando se descalce, os seus pés descalços não pisem a área externa, "suja". Evitar este contato, evitar um cruzamento entre áreas e possível contaminação com as roupas e botas da exploração. Se possível, a roupa externa deve ser pendurada na área suja do vestiário (pelo menos, devem ser pendurada na zona intermediária). Depois de lavar as mãos, o visitante pode agora vestir as roupas limpas da exploração e colocar os sapatos limpos que encontrará na área limpa. Será útil fornecer material que explique como entrar corretamente na exploração e desenhar cartazes compreensíveis e claros para cada área, indicando o que fazer em cada ponto. Se necessário, deve ser considerado o facto de se traduzirem em diferentes idiomas para uma interpretação mais clara.

Cais de carga

O carregamento de porcos para transporte para o matadouro pode ser tão stressante para os porcos como para os colaboradores. Instalações de carregamento mal projectadas aumentam a necessidade de intervenção do colaborador, stress nos animais e pessoas, prolongam os tempos de carregamento e, na perspectiva da biossegurança, aumentam as chances de cometer erros. No segundo vídeo, um camião potencialmente contaminado chega ao cais de carga da exploração. O motorista do camião e o colaborador estão nas suas posições: o colaborador fica no lado limpo da doca e envia os porcos para o camião, enquanto o motorista do camião fica do outro lado e recebe os porcos. Uma carga bem projectada permitirá que os porcos se movam facilmente na direcção certa com intervenção mínima. É necessário evitar o movimento de animais e pessoas para trás entre áreas sujas e limpas para minimizar o risco de contaminação do camião para a exploração.

Vedação perimetral

A vedação perimetral da exploração é a primeira linha de defesa que controla a entrada de pessoas, veículos e animais, especialmente javalis. Para funcionar adequadamente, a vedação do perímetro deve cercar todos os edifícios da exploração, deve ser mantida em boas condições, sem aberturas óbvias (incluindo a porta) e deve permanecer livre de vegetação. Idealmente, recomenda-se enterrá-la a uma profundidade de 18 cm no solo ou, pelo menos, estar em contato com o solo. Como barreira primária, deve ser inspeccionada completamente pelo menos uma vez por mês. No terceiro vídeo, um estado incorreto da vedação (ou seja, uma porta aberta) permite a entrada de um animal selvagem na área de controlo de tráfego. Este facto aumenta o risco de transmissão da doença ao edifício principal, permitindo a contaminação da área directamente adjacente à exploração de porcos.

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags