Leia este artigo em:

Suplemento com combinação de vitamina D3 e 25(OH)D3 em porcas

O objectivo do presente estudo foi determinar se a alimentação com uma combinação de vitamina D3 e 25 (OH) D3 influencia o nível de vitamina D neonatal e porcas, a morfometria das fibras musculares ao nascimento e ao desmame e o posterior rendimento do crescimento.

5ª feira 5 Setembro 2019 (há 17 dias)
gosto

Foi sugerido que a 25-hidroxivitamina D3 [25(OH) D3] possui uma potência biológica maior que a vitamina D3, melhorando a absorção de cálcio e fosfato e como reguladora da função imunitária. O principal papel que a vitamina D3 desempenha é importante para o crescimento e manutenção de um esqueleto funcional, a fim de manter a saúde e melhorar o bem-estar e a longevidade.

O objectivo do presente estudo foi determinar se a alimentação com uma combinação de vitamina D3 e 25 (OH) D3 influencia o nível de vitamina D neonatal e porcas, a morfometria das fibras musculares ao nascimento e ao desmame e o posterior rendimento do crescimento.

Para esse propósito, um total de 69 porcas dentro dos 3 dias do parto foram distribuídas por três tratamentos dietéticos: (i) 1,500 UI/kg de vitamina D3 (CON), (ii) 500 UI/kg de vitamina D3 + 25 µg/kg 25(OH)D3 (DL) e (iii) 1,500 UI/kg de vitamina D3 + 50 µg/kg de 25(OH)D3 (DH).

Como resultado, em relação à morfometria das fibras musculares, os leitões alimentados com CON apresentaram menos fibras primárias do que os leitões alimentados com tratamento com DH. Os leitões de porcas CON e DL mostraram uma maior proporção de fibras musculares secundárias do que primárias, em comparação com os descendentes de porcas DH. Relativamente aos metabolitos séricos, foram observadas interacções tratamento × tempo tanto nas porcas como nos seus leitões. Em todos os momentos, as concentrações séricas de 25 (OH) D3 nas porcas foram sempre maiores naquelas alimentadas com a dieta DH e maiores no desmame em todos os tratamentos. Ao nascimento, os leitões de porcas DH apresentaram maiores concentrações de 25 (OH) D3 no soro do que os leitões de porcas DL. Finalmente, ao desmame, as concentrações séricas de 25 (OH) D3 foram maiores nos leitões das porcas DH, seguidos pelos leitões das porcas CON. O colostro recolhido dentro de 12 horas após o parto continha menos 25 (OH) D3 do que o leite recolhido no dia 21 da amamentação. Independentemente do tempo, as concentrações de 25 (OH) D3 no leite foram maiores nas porcas DH, seguidas por DL e depois por CON.

Em conclusão, a combinação de vitamina D3 e 25 (OH) D3 na dieta materna não afectou o rendimento das porcas ou leitões. No entanto, a combinação melhorou o nível de vitamina D das porcas e seus leitões e aumentou as fibras musculares primárias dos leitões ao nascimento, embora o número total de fibras musculares não tenha melhorado nem ao nascimento nem ao desmame.

Thayer, M. T., Nelssen, J. L., Langemeier, A. J., Morton, J. M., Gonzalez, J. M., Kruger, S. R., Ou, Z., Makowski, A. J., & Bergstrom, J. R. (2019). The effects of maternal dietary supplementation of cholecalciferol (vitamin D3) and 25 (OH) D3 on sow and progeny performance. Translational Animal Science, 3(2), 692-708. https://doi.org/10.1093/tas/txz029

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags