Leia este artigo em:

China: a produção de carne de porco diminuiu 5,5%

A produção de carne de porco diminuiu 5,5%, com um total de 24,7 milhões de toneladas.

2ª feira 22 Julho 2019 (há 2 meses 25 dias)
gosto

De acordo com os dados publicados pelo Instituto Nacional de Estatísticas, na primeira metade deste ano a produção de carne atingiu os 39,11 milhões de toneladas, uma redução de 2,1% em relação ao ano anterior. Se bem que tenha havido aumentos para a produção de carne de bovino, ovino e frango, a produção de carne de porco diminuiu 5,5%, com uma descida de 6,2% no número de porcos abatidos e uma produção total de carne de 24,7 milhões de toneladas, menos 1,43 milhões de toneladas que no mesmo período do ano anterior.

A diminuição na produção de carne é consequência directa da forte diminuição do efectivo de suínos em função da Peste Suína Africana que afecta o país desde Agosto de 2018. Em finais do mês de Junho, o efectivo situou-se nos 348 milhões de suínos, menos 61,43 milhões de cabeças, o representa uma descida de 15%.

Terça-Feira, 16 de Julho de 2019/ National Bureau of Statistics of China/ China.
http://www.stats.gov.cn

ver mais artigos relacionados com o artigo

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Última hora

Um boletim periódico de notícias sobre o mundo suinícola

Não estás inscrito na lista

11-Out-201904-Out-201927-Set-201920-Set-2019

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui