Leia este artigo em:

Associação entre lesões semelhantes a Pneumonia Enzóotica e pleurite e peso da carcaça

O objectivo deste trabalho foi determinar as associações entre estas lesões e o peso da carcaça após o corte.

Domingo 3 Dezembro 2017 (há 8 dias)

Os controlos sanitários durante o abate identificam regularmente lesões semelhantes à Pneumonia Enzoótica (tipo EP) e pleurite.

O objectivo deste trabalho foi determinar as associações entre estas lesões e o peso da carcaça após o corte.

Foram recolhidos dados sobre a presença/ausência e a gravidade das lesões tipo EP e a presença/ausência de pleurite dos porcos no matadouro.

Os modelos mistos lineares identificaram uma associação significativa entre um aumento na gravidade da lesão tipo EP e uma diminuição no peso da carcaça após o corte a nível individual. Cada aumento de categoria na severidade da lesão tipo EP (passo de 5 pontos) foi associado a uma redução de 0,37 kg no peso da carcaça. A presença de lesões semelhantes a EP em porcos individuais, independentemente da sua gravidade e da presença de pleurite esteve significativamente associada com uma redução no peso da carcaça após o corte de 1,26 kg e 1,25 kg, respectivamente.

Os resultados confirmam que a presença destas lesões no abate está associada com uma diminuição significativa no rendimento da produção, o que pode gerar importantes implicações económicas para os produtores.

V.R.Brewster, H.C.Maiti, A.W.Tucker, A.Nevel. Associations between EP-like lesions and pleuritis and post trimming carcass weights of finishing pigs in England. Livestock Science. Volume 201, July 2017, Pages 1-4. https://doi.org/10.1016/j.livsci.2017.04.012

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags