Leia este artigo em:

Inclusão na dieta de 25 (OH) D3 e fitase: efeitos na produção e qualidade da carne de porco

O objectivo deste estudo foi verificar o efeito da suplementação de dietas com baixo teor de P, com fitase e 25-OH-D3 em suínos de engorda no rendimento e qualidade da carne.

5ª feira 2 Maio 2019 (há 22 dias)
gosto

Tem sido demonstrado que a suplementação com fitase e 25-hidroxivitamina D3 (25-OH-D3) melhora a retenção de Ca e P e, através de vários mecanismos moleculares, aumenta a maciez da carne de porco. No entanto, há muito pouca pesquisa sobre a combinação de fitase e 25-OH-D3 na qualidade da carne de porco.

Portanto, o objectivo deste estudo foi verificar o efeito da suplementação de dietas com baixo teor de P, com fitase e 25-OH-D3 em suínos de engorda no rendimento, digestibilidade de nutrientes e minerais, mineralização óssea e a qualidade da carne de porco.

Foram seleccionados um total de 120 porcos (60 machos e 60 fêmeas) num desenho factorial 2 x 2, foram bloqueados de acordo com o peso corporal (PC) e sexo e foram submetidos a um dos quatro tratamentos dietéticos: dieta baixa em P (4,81 g/kg) (base) (T1); dieta baixa em P + fitase (T2); dieta baixa em P + 25-OH-D3 (T3) e dieta baixa em P + fitase + 25-OH-D3 (T4). O consumo médio diário de ração (IMD) foi medido com alimentadores computadorizados de espaço único, o que permitiu a alimentação individual e o registo diário do consumo. No final do período de alimentação de 55 dias (108,4 ± 8,73 kg), os porcos foram abatidos. Uma amostra de sangue foi recolhida e foram medidos a espessura de gordura e o conteúdo de carne magra.

Os porcos suplementados com fitase apresentaram um IMD mais baixo e uma taxa de conversão alimentar mais baixa em comparação com os porcos que receberam a dieta sem fitase. A adição de fitase resultou em maior coeficiente de digestibilidade aparente total do tracto (CATTD) das cinzas, fósforo (P) e cálcio (Ca) em relação à dieta suplementada sem fitase. Não houve interacção entre fitase x 25-OH-D3 nos parâmetros ósseos, mas houve uma interacção significativa entre fitase e 25-OH-D3 nas perdas por cocção. Os porcos alimentados com 25-OH-D3 tiveram uma perda maior por cocção em comparação com a dieta base. No entanto, não houve efeito sobre as perdas por cocção quando a combinação de fitase e 25-OH-D3 foi oferecida em comparação com a dieta com apenas fitase.

Em conclusão, não houve benefícios de alimentar os porcos de engorda com uma combinação de fitase e 25-OH-D3 no rendimento do porco, os parâmetros ósseos ou qualidade da carne.

Duffy, S. K., Kelly, A. K., Rajauria, G., Clarke, L. C., Gath, V., Monahan, F. J., O'Doherty, J. V. (2018). The effect of 25-hydroxyvitamin D3 and phytase inclusion on pig performance, bone parameters and pork quality in finisher pigs. Journal of Animal Physiology and Animal Nutrition, 102(5), 1296-1305. https://doi.org/10.1111/jpn.12939

Artigos relacionados

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags