Leia este artigo em:

Efeito do CLA na dieta no final da gestação em porcas primíparas e seus leitões

Portanto, o objectivo do presente estudo foi avaliar o efeito da suplementação de CLA em dietas de porcas primíparas no final da gestação sobre o rendimento, rendimento do colostro, composição de ácidos gordos e concentrações de IgG.

5ª feira 4 Abril 2019 (há 6 meses 15 dias)
gosto

Sabe-se que o ácido linoléico conjugado (CLA) possui muitas funções biológicas favoráveis, como melhorar o crescimento de porcos e reduzir o aumento da gordura corporal. Além disso, observou-se que a suplementação com CLA em dietas de porcas altera o perfil de ácidos gordos do colostro e do leite, aumentando as concentrações de imunoglobulina G (IgG) em porcas e nos seus leitões. Como a IgG absorvida pelo colostro é uma parte importante da imunidade passiva para leitões lactantes, a melhora da IgG através da suplementação da dieta CLA pode ser benéfica para o crescimento e sobrevivência de leitões lactantes. Por outro lado, as porcas primíparas devem satisfazer as procuras da sua gestação mas também do crescimento.

Portanto, o objectivo do presente estudo foi avaliar o efeito da suplementação de CLA em dietas de porcas primíparas no final da gestação sobre o rendimento, rendimento do colostro, composição de ácidos gordos e concentrações de IgG.

Para este fim, um total de 24 porcas primíparas gestantes Landrace × Large White foram aleatoriamente designadas a um dos quatro tratamentos dietéticos: 0% (controlo), 0.75%, 1.50% ou 2.25% CLA na dieta, do dia 85 de gestação e até ao parto. Imediatamente após o parto, foram recolhidas amostras de colostro das porcas e 24 horas após o mesmo recolheram-se amostras de sangue dos leitões .

Foi possível observar a existência de uma diminuição linear na mortalidade dos leitões lactentes das porcas suplementadas. Quanto à composição do colostro, a administração de CLA durante a gestação aumentou linearmente os ácidos gordos saturados totais e diminuiu, também linearmente, os ácidos gordos monoinsaturados e poliinsaturados. As concentrações de isómeros do CLA foram mais elevadas no colostro de porcas primíparas alimentadas com dietas de CLA do que no grupo controlo. Por outro lado, a contribuição do CLA na dieta aumentou as concentrações de IgG tanto no colostro como no soro dos leitões.

Em conclusão, um aumento na suplementação da dieta de primíparas, no final da gestação, com CLA de até 2,25% pode melhorar a imunidade passiva através da IgG no colostro e a sobrevivência de leitões lactantes.

Liu, H., Wu, F., Bai, L., Chen, Y., Lai, C. H., Ren, L., & Wang, F. (2018). Effect of dietary conjugated linoleic acid supplementation during late gestation on colostrum yield, fatty acid composition, and IgG concentrations in primiparous sows. Canadian Journal of Animal Science, 98(4): 732-740. https://doi.org/10.1139/cjas-2017-0202

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags