Leia este artigo em:

Complexo de B. licheniformis e B. subtilis sobre microbiota fecal e emissões de gases em porcos

Foi colocada a hipótese de que a suplementação dietética com um complexo de B. licheniformis e B. subtilis poderia ter efeitos benéficos sobre o rendimento do crescimento e as emissões de gases fecais nocivos ao melhorar a utilização dos nutrientes e o equilíbrio da microbiota intestinal.

5ª feira 18 Julho 2019 (há 4 meses 26 dias)
gosto

Os Bacillus spp. são bactérias aeróbias formadoras de endosporos, para as quais recentemente foi demonstrado o seu potencial como possíveis probióticos dada a sua sobrevivência à digestão e à germinação no tracto digestivo.

Foi colocada a hipótese de que a suplementação dietética com um complexo de B. licheniformis e B. subtilis poderia ter efeitos benéficos sobre o rendimento do crescimento e as emissões de gases fecais nocivos ao melhorar a utilização dos nutrientes e o equilíbrio da microbiota intestinal.

Desta forma, o objectivo do presente estudo foi avaliar os efeitos da suplementação com um complexo de B. licheniformis e B. subtilis (na proporção de 1: 1) sobre o rendimento do crescimento, digestibilidade de nutrientes, microbiota fecal e emissões fecais de gases nocivos em porcos na fase de crescimento-acabamento.

Um total de 140 porcos em crescimento ((Landrace × Yorkshire) × Duroc) com um peso corporal médio (PC) de 24,87 ± 1,85 kg foram usados num ensaio de 15 semanas. Os porcos foram aleatoriamente colocados em quatro dietas experimentais de acordo com o peso corporal e o peso inicial. Foram realizadas sete réplicas para cada tratamento, com cinco porcos por parque (três machos e duas fêmeas). Os grupos de tratamento dietético foram: (1) CON, dieta basal; (2) T1, CON + 0,2 g/kg de complexo B. licheniformis e B. subtilis; (3) T2, CON + 0,4 g/kg de complexo de Bacillus; (4) T3, CON + 0,8 g/kg de complexo de Bacillus. As dietas foram fornecidas em três fases em forma de farinha, que consistiu numa fase de crescimento da semana 1 à semana 6, uma fase de finalização precoce da semana 7 à semana 12 e uma fase de finalização tardis da semana 13 à semana 15. Os probióticos foram incluídos na dieta sendo substituídos pela mesma quantidade de milho.

Como resultado, a suplementação dietética mostrou um aumento linear na digestibilidade da matéria seca nas semanas 6, 12 e 15 e um aumento linear na digestibilidade do nitrogénio na semana 12. Os grupos suplementados também apresentaram um aumento linear nas contagens fecais de Lactobacillus nas semanas 6 e 12, uma diminuição linear na emissão de amoniaco (NH3) nas semanas 6 e 12 e uma diminuição linear na emissão total de mercaptano nas semanas 3, 9 e 15.

Em geral, o aumento da suplementação dietética com o complexo de B. licheniformis e B. subtilis aumentou a digestibilidade e contagem fecal de Lactobacillus e reduziu as emissões totais de NH3 fecal e mercaptano em porcos em crescimento, emergindo como potencial como aditivo alimentar para reduzir as emissões de gases nocivos.

Lan, R., & Kim, I. H. (2019). Effects of Bacillus licheniformis and Bacillus subtilis complex on growth performance and faecal noxious gas emissions in growing-finishing pigs. Journal of the Science of Food and Agriculture, 99(4), 1554-1560. https://doi.org/10.1002/jsfa.9333

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags