Leia este artigo em:

Anticorpos maternais de estirpes específicas na dinâmica de infecção pelo vírus da gripe A em leitões

Foi avaliado o efeito de anticorpos maternos ao desmame sobre a prevalência de IAV ao desmame, o tempo de infecção por gripe, o número de semanas em que os porcos deram positivo para IAV e a quantidade estimada de IAV em porcos em transição.

3ª feira 2 Julho 2019 (há 5 meses 10 dias)
gosto

A redução do número de leitões infectados pelo vírus da gripe A (IAV) ao desmame é essencial para minimizar a propagação de IAV para outras explorações.

A vacinação de porcas é uma medida comum para reduzir os níveis de gripe ao desmame. No entanto, o impacto de anticorpos maternos na dinâmica da infecção por IAV em porcos em crescimento é pouco conhecido.

Foi avaliado o efeito de anticorpos maternos ao desmame sobre a prevalência de IAV ao desmame, o tempo de infecção por gripe, o número de semanas em que os porcos deram positivo para IAV e a quantidade estimada de IAV em porcos em transição.

Foram avaliados 301 porcos em 10 coortes para determinar o seu estatuto sorológico para gripe (seroprevalência estimada pela inibição da hemaglutinação (HI)) e estatuto virológico (prevalência). As zaragatoas nasais foram recolhidas semanalmente e amostras de sangue foram recolhidas 3 vezes durante o período de transição.

Houve variabilidade significativa na seroprevalência de gripe nos títulos de IH e na prevalência de gripe após o desmame. O aumento na seroprevalência da gripe ao desmame foi associado a uma baixa prevalência de gripe no desmame e um atraso na infecção por IAV na fase de transição. Os leitões com títulos de IAV HI de 40 ou mais ao desmame também tiveram menos probabilidades de ter um resultado positivo ao desmame, demoraram mais para ser infectados, foram IAV RT-PCR positivos durante menos semanas e tiveram valores de ciclo IAV RT-PCR mais altos em comparação com leitões com títulos HI inferiores a 40.

Os resultados deste estudo sugerem que a vacinação do estatuto de porca ou infecção, resultando em altos níveis de anticorpos de origem materna específicos para estirpes de IAV, pode ajudar a reduzir a circulação de IAV em porcos em lactação e transição.

Chamba Pardo FO, Wayne S, Culhane MR, Perez A, Allerson M, Torremorell M (2019) Effect of strain-specific maternally-derived antibodies on influenza A virus infection dynamics in nursery pigs. PLoS ONE 14(1): e0210700. https://doi.org/10.1371/journal.pone.0210700

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags