Leia este artigo em:

UE revê limites de cobre na ração dos leitões

O Comité Permanente dos Vegetais, Animais, Alimentos e Rações acordou em rever os limites máximos permitidos para os compostos de cobre nas rações para leitões.

2ª feira 14 Maio 2018 (há 3 meses 2 dias)
gosto

Segundo a NPA, a Comissão Europeia abandonou os planos para uma redução drástica nos níveis permitidos de cobre na alimentação dos leitões.

O Comité Permanente dos Vegetais, Animais, Alimentos e Rações, na sua última reunião, acordou em rever os limites máximos permitidos (MPL) para os compostos de cobre nas rações para leitões.

O resultado é estremamente favorável para o sector suíno, dado que a proposta inicial era reduzir o nível para 25 mg/kg para todos os grupos de idades, principalmente para proteger os solos de concentrações elevadas de metais pesados.

Despois de mais de um ano de debate sobre os novos limites, o Comité finalmente acordou reduzir os MPL do nível existente de 170 mg/kg para 150 mg/kg durante as quatro semanas após o desmame, para 100 mg/kg até às 8 semanas após o desmame e seguidamente 25 mg/kg.

Quarta-feira, 9 de Maio de 2018/ NPA/ Reino Unido.
http://www.npa-uk.org.uk

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Última hora

Um boletim periódico de notícias sobre o mundo suinícola

Não estás inscrito na lista

27-Jul-201820-Jul-201813-Jul-201806-Jul-2018

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui