Leia este artigo em:

UE: produção de cereais continuará a aumentar

Apesar de prevista uma diminuição das terras agrícolas na UE, espera-se um aumento da produção para a maioria dos cultivos, de acordo com o relatório de perspectivas agrícolas da UE.

4ª feira 19 Dezembro 2018 (há 1 meses 2 dias)
gosto

O relatório sobre as perspectivas agrárias publicado pela Comissão Europeia aponta para uma redução no total de terras agrícolas na UE esperada até 2030, embora com um ritmo mais lento do que na última década. Estima-se que a área diminuirá de 178 milhões de hectares em 2018 para 176 milhões em 2030. De acordo com esta tendência, o cultivo de cereais, pastagens permanentes e culturas permanentes deverá continuar a diminuir no período até 2030. Em contraste, a terra utilizada para a forragem aumentará ligeiramente, impulsionada principalmente pelo milho para silagem, atingindo 22 milhões de hectares em 2030.

Em relação ao mercado de cereais, a produção deverá continuar a crescer e chegará a 325 milhões de toneladas até 2030 (ante 284 milhões de toneladas em 2018). Este crescimento será impulsionado por um aumento no uso industrial de cereais, um pequeno aumento na procura de alimentos e perspectivas de exportação. Espera-se que os preços permaneçam relativamente estáveis, por exemplo, para o trigo mole é esperado perto de € 180 por tonelada.

Quanto às sementes oleaginosas, não se espera mais crescimento na área de cultivo de colza devido às oportunidades e limites da política de biocombustíveis após 2020. A expansão da soja é esperada, mas a um ritmo mais lento do que o recentemente verificado. Além disso, impulsionadas por um ambiente político favorável, as culturas de proteína experimentaram recentemente um forte ressurgimento. No periodo das perspectivas, a forte procura tanto pela produção de ração quanto pelo consumo humano impulsionará ainda mais o crescimento da produção de soja e proteína. Isto, juntamente com algumas melhorias no desempenho, levará a um aumento adicional na produção da UE. No entanto, com uma participação de apenas 1,4% do total de terras agrícolas, a área de culturas proteicas permanecerá limitada.

No período das perspectivas, a procura por alimentos para animais deve crescer, principalmente devido a um maior aumento na produção de aves e laticínios. O uso total de ração animal deve atingir 275 milhões de toneladas em 2030 para os três tipos de alimentos compostos (baixo, médio e alto teor de proteína). No entanto, a procura será maior para alimentos de culturas locais e livres de transgénicos e orgânicos.

Quinta-feira, 7 de Dezembro de 2018/ DG Agri/ União Europeia.
https://ec.europa.eu/

Artigos relacionados

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Última hora

Um boletim periódico de notícias sobre o mundo suinícola

Não estás inscrito na lista

18-Jan-201911-Jan-201921-Dez-201814-Dez-2018

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui