Leia este artigo em:

FVE & EAPHM posição sobre prevenção da caudotomia e da caudofagia

A FVE e a EAPHM trabalharão em conjunto com as autoridades nacionais para promover o estabelecimento e a implementação de um sistema que elimine a necessidade do corte rotineiro de caudas nos suínos .

6ª feira 29 Novembro 2019 (há 1 meses 21 dias)
gosto

Tanto a Federação de Veterinários da Europa (FVE) como a Associação Europeia de Gestão da Sanidade Suína (EAPMH) crêm que é necessário eliminar, do maneio habitual dos animais, as mutilações como é o corte de caudas e, em geral, trabalhar para melhorar o bem-estar dos suínos em condições de produção comercial.

Se bem que as mordeduras de cauda entre animais sejam um problema importante de saúde e bem-estar que pode gerar dor e sofrimento nos suínos afectados e gerar perdas económicas substanciais, este problema poderá ver-se reduzido com a melhoria do maneio e das condições dos alojamentos.

O aparecimento de mordeduras de caudas podem ser provocadas por uma ampla gama de factores que incluem a falta de materiais de enriquecimento, densidades excessivamente elevadas, problemas sanitários e doenças, ou a competição pelo alimento e pela água potável.

A FVE e a EAPMH propuseram as seguintes recomendações:

  • Tendo em conta que o veterinário desempenha um papel importante na identificação dos riscos de mordeduras de cauda, deveria visitar as explorações, pelo menos, uma vez por mês para trabalhar com os produtores e elaborar um plano de prevenção.
  • Deve proporcionar, aos suínos, acesso suficiente e permanente a materiais de enriquecimento.
  • Acesso a abundante à água de bebida e rações de qualidade de forma que não se gere competição.
  • Se fôr possível, evitar a mistura de animais.
  • Os profissionais veterinários devem defender o apoio financeiro para melhorar o bem-estar dos suínos por parte dos retalhistas e pressionar os governos para a obtenção de fundos públicos
  • Um bom acompanhamento das lesões das caudas na exploração com um sistema de pontuação harmonizado da UE e definição de limites para níveis aceitáveis de lesões de mordedura de cauda.
  • A criação de planos nacionais de acção e uma equipa de assessoria.
  • A UE deverá travar a importação de suínos com a cauda cortada ou de carne de porco proveniente de países que permitem o corte de caudas.

Documento sobre a posição da FVE-EAPMH em relação ao corte de caudas em suínos

Terça-Feira, 12 de Novembro de 2019 / FVE/ União Europeia.
https://www.fve.org/

ver mais artigos relacionados com o artigo

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?Se esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Última hora

Um boletim periódico de notícias sobre o mundo suinícola

Não estás inscrito na lista

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?Se esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui