Subida mais moderada do preço dos porcos em Portugal confirma bom momento do mercado

carcaças
carcaças

A subida em Portugal ditada pela Bolsa do Porco, nesta primeira quinzena de Março, foi menos acentuada do que no mês de Fevereiro, mas não deixou de ser uma subida com significado (+0,067€/kg carcaça).

16 de Março de 2018

Continua o bom momento no mercado do porco em Portugal e na Europa.

A subida do mês de Fevereiro, aliada a uma descida dos preços nos Estados Unidos e à desvalorização do dólar, tornam a carne europeia menos competitiva. Ainda assim, o Japão continua com compras elevadas e a China compra mais dos que há 1 anos atrás, mas menos do que há 2 meses atrás. Teremos que aguardar para que o mercado internacional se adapte a estas subidas para ver que comportamento terá daqui em diante.

A subida em Portugal ditada pela Bolsa do Porco, nesta primeira quinzena de Março, foi menos acentuada do que no mês de Fevereiro, mas não deixou de ser uma subida com significado (+0,067€/kg carcaça). Desde o início da subida, que aconteceu na primeira semana de Fevereiro, a cotação já subiu 0,243€/kg carcaça na Bolsa do Porco. Paulatinamente os pesos também vão descendo, o que é sinal de que a oferta vai a menos e que a procura é superior.

Este é um muito bom sinal para o mercado, tendo em consideração que se aproxima a Páscoa, período em que os consumos de carne são inferiores e em que, na grande maioria dos países da Europa há feriados que reduzem o ritmo normal de abates.

Em todo o caso, há que assinalar a forte e inesperada descida de 0,06€ no mercado alemão na segunda semana de Março. Esta descida poderia ter convulsionado todo o mercado europeu, mas (até agora) não foi isso que aconteceu e os restantes mercados – principalmente o espanhol – aguentaram-se, não tendo seguido o comportamento do mercado alemão. Outro bom dinal, portanto.

Em Espanha a cotação subiu 0,041€/kg PV (+0,054€/kg carcaça) fixando-se a cotação em 1,156€/kg PV (1,541€/kg carcaça) nesta quinzena. Os pesos continuam a baixar, mas baixam cada vez menos, o que é sinal de que o mercado se encaminha para o equilíbrio. Em todo o caso, os pesos têm estado cerca de 2kg acima dos pesos do ano passado, e devido ao corte de estradas por causa da neve, que impediu a circulação automóvel e o consequente envio de porcos para abate, pontualmente encontram-se 3kg acima dos pesos no ano passado. Tendo em consideração todos os indicadores de mercado, é natural que haja um rápido retomar da descida dos pesos em Espanha.

Tal como referi acima, a Alemanha desceu com significado a sua cotação na segunda semana de Março (-0,06€/kg carcaça), mas como tinha subido 0,05€/kg carcaça na primeira semana do mês, o total da descida foi apenas 0,01€/kg carcaça fixando-se a cotação em 1,49€/kg.

Este comportamento foi provocado pelos matadouros, que não acompanharam a última subida e obrigaram o mercado a reajustar-se e justificam este reajustamento pela falta de cobertura do mercado da carne em absorver as subidas de preços dos porcos. De todas as formas, é provável que este ajustamento do mercado alemão ainda não fique por aqui, pois há matadouros que ainda têm preços de compra abaixo da cotação de referência da bolsa alemã. Os pesos subiram 200g para os 96,6kg carcaça.

A Holanda subiu a sua cotação 0,05€/kg carcaça sendo a cotação de 1,50€/kg. Os holandeses deverão começar agora a seguir o comportamento do mercado alemão, se bem que, neste momento, o seu mercado esteja mais estável que o alemão. Por seu turno, a Bélgica é mais rápida a reagir aos movimentos do mercado alemão, e baixou a sua cotação 0,02€/kg PV, ficando a cotação em 1,01€/kg PV.

A Dinamarca baixou 0,01€/kg carcaça a sua cotação, fixando-se em 1,23€/kg carcaça. Os dinamarqueses referem que o mercado europeu da carne passa por um bom momento. A nível da exportação para Países Terceiros, esta é boa para o Japão mas tem que se fazer a preços mais baixos para China.

A França subiu 0,035€/kg carcaça a sua cotação nesta primeira metade de Março tendo-se fixado em 1,240€/kg carcaça. Os pesos baixaram 200g para os 95,5kg carcaça. O nível de abates vai melhorando após a redução de actividade devido à neve. Pouco a pouco a oferta vai-se reduzindo e o mercado flui melhor.

Devido ao comportamento do mercado alemão, poderá haver alguma instabilidade nos restantes mercados europeus daqui até à Páscoa. Levando em linha de conta o que aconteceu até agora nos restantes países, é bem provável que esta instabilidade não provoque grandes “danos” no mercado do porco europeu.

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags