Leia este artigo em:

Uso de fluídos orais para controlo de agentes patogénicos em PRDC

O objectivo deste estudo foi descrever os padrões de detecção do vírus do Síndrome Reprodutivo e Respiratório Suíno (PRRSV), circovírus suíno tipo 2 (PCV2), vírus da gripe suína tipo A (SIV) e Mycoplasma hyopneumoniae (M. hyo) em explorações com diferente severidade de PRDC através do uso de fluídos orais.

3ª feira 6 Fevereiro 2018 (há 3 meses 21 dias)

O estudo incluiu seis lotes de porcos desmamados de explorações com historial de doença respiratória.

Foram recolhidas amostras de fluído oral (OF) de seis currais a cada duas semanas a partir da semana 5 à 21 de vida e foram analisadas através de PCR em tempo real para a presença de PRRSV, SIV e M. hyo e PCR quantitativa em tempo real para PCV2. Os dados foram avaliados ao mesmo tempo que as observações clínicas e post mortem.

Se bem que foi possível detectar PRRSV e M. hyo nas amostras de OF, houve inconsistência entre os currais para o mesmo momento de amostragem e dentro dos currais durante os tempos de amostragem sequencial. A detecção de SIV em casos clínicos e sub-clínicos mostrou boa consistência entre currais para um mesmo momento de amostragem, sendo a detecção possível por periodos de 2-4 semanas. Os testes quantitativos dos OF para PCV2 indicaram diferentes padrões e níveis de detecção entre explorações não afectadas ou afectadas por PCVD. Houve uma boa correlação dos resultados da PCR para múltiplas amostras recolhidas do mesmo curral, mas não foram encontradas associações entre a prevalência de resultados positivos e localização do curral no edifício ou sexo dos porcos.

Os padrões de detecção para PRRSV, SIV e M. hyo apoiaram a eficiência dos testes OF como uma ferramenta adicional para a investigação diagnóstica do PRDC, mas enfatizaram a importância da amostragem de múltiplos currais em múltiplas ocasiões. A evidência preliminar apoia que a medição da carga de PCV2 numa mistura de OF é uma ferramenta útil para a previsão de PCVD clínica ou subclínica a nível de exploração.

Juan Hernandez-Garcia, Nardy Robben, Damien Magnée, Thomas Eley, Ian Dennis, Sara M. Kayes, Jill R. Thomson and Alexander W. Tucker. The use of oral fluids to monitor key pathogens in porcine respiratory disease complex. Porcine Health Management 20173:7. https://doi.org/10.1186/s40813-017-0055-4

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags