Leia este artigo em:

Efeito de ácidos orgânicos protegidos sobre rendimento e microbiota fecal em leitões desmamados

O objectivo do presente estudo foi avaliar o efeito da inclusão de ácidos orgânicos protegidos na dieta sobre o crescimento e a microbiota fecal nos porcos desmamados em comparação com a suplementação com ácidos orgânicos não protegidos.

5ª feira 29 Novembro 2018 (há 11 dias)
gosto

Ficou demonstrado que o uso de ácidos orgânicos (OA) melhora a digestibilidade e absorção dos minerais e, portanto, tem um efeito benéfico na eficiência alimentar dos porcos. Além disso, os ácidos orgânicos têm sido amplamente utilizados em todo o mundo entre uma variedade de candidatos para a substituição dos antibióticos, com um êxito razoável.

O objectivo do presente estudo foi avaliar o efeito da inclusão de ácidos orgânicos protegidos (POA) na dieta sobre o crescimento e a microbiota fecal nos porcos desmamados em comparação com a suplementação com ácidos orgânicos não protegidos (UOA).

Para isso, foram utilizados um total de 112 leitões desmamados com um peso corporal médio de 6,70 ± 1,31 kg num ensaio de 6 semanas de duração. Os animais foram distribuídos por um de quatro tratamentos dietéticos que foram dieta basal não suplementada (dieta controlo; CON), dieta controlo suplementada com 0,2% de UOA (UOA), dieta controlo suplementada com 0,1% de POA (POA1 e dieta controlo suplementada com 0,2% de POA (POA2). O ganho médio diário (GMD), o consumo médio diário (IMD) e o índice de conversão (F:G) foram calculados a partir dos registos de consumo diário de alimento. Para a análise microbiana, foram recolhidas amostras fecais directamente do recto de 2 porcos seleccionados ao acaso de cada parque (1 fêmea e 1 macho) na semana 6.

Os porcos alimentados com a dieta POA2 mostraram maior GMD, F:G e digestibilidade dos nutrientes da matéria seca e azoto em comparação com os outros tratamentos dietéticos sem nenhum efeito sobre a IMD e a digestibilidade da energia. Foi observado um aumento da microbiota benéfica, como Lactobacillus e uma diminuição na contagem de E. coli e Salmonella nos porcos desmamados alimentados com as dietas POA.

A inclusão, na dieta, de POA mostrou potencial para melhorar o rendimento do crescimento, ao mesmo tempo que equilibrou a contagem microbiana em porcos desmamados, sem efeitos adversos sobre a saúde dos animais.

Lee, D. J., Y. Yang, H. I. Jung, D. H. Nguyen, and I. H. Kim. 2018. Effect of Dietary Protected Organic Acids on Growth Performance, Fecal Microflora in Weanling Pigs. Journal of Animal Science 96: 43-43. https://doi.org/10.1093/jas/sky073.081

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags