Leia este artigo em:

Suplementação de glutamina, ácido glutâmico e nucleótidos nas dietas para leitões

A glutamina, o glutamato e os os nucleótidos são reconhecidos como estando envolvidos na renovação de carbono em órgãos digestivos nos leitões desmamados.

5ª feira 1 Fevereiro 2018 (há 3 meses 26 dias)

A procura de aditivos que melhorem o rendimento produtivo como alternativa aos antibióticos são uma área de investigação muito activa.

Alguns aditivos, como a glutamina, o glutamato e os os nucleótidos são reconhecidos como estando envolvidos no esvaziamento gástrico, estimulação da produção de saliva, secreção de sucos gástricos e pancreáticos, o sabor umami, a acção trófica em tecidos de crescimento rápido e uma menor renovação de carbono em órgãos digestivos. Ainda assim, é necessária mais investigação para compreender e usar estes aditivos com o objectivo de melhorar o rendimento dos leitões após o desmame. Para quantificar a acção trófica dos diferentes aditivos, a técnica de isótopos estáveis pode ser interessante para avaliar estes efeitos em termos de investigação. Esta técnica permite medir a taxa de renovação de carbono (δ13C), seguir a rota metabólica e avaliar a sua presença nos tecidos dos leitões.

O objectivo do presente estudo foi avaliar o efeito da suplementação de glutamina, ácido glutâmico e nucleótidos em dietas pós-desmame sobre a renovação do carbono na região fúndico-gástrica dos leitões. As dietas foram: dieta livre de aditivos - controlo (C); 1% de glutamina (G); 1% de ácido glutámico (GA) e 1% de nucleótidos (Nu). No dia do desmame (dia 0: nível basal), foram abatidos 3 leitões para quantificar o δ13C do estômago. Os leitões restantes (120), foram distribuídos por blocos de peso e género, aleatoriamente por currais. Foram abatidos 3 leitões por tratamento nos dias 1, 2, 4, 5, 7, 9, 13, 20, 27 e 49 pós-desmame para definir a composição isotópica fúndico-estomacal. As amostras foram analisadas em termos de relação 13C/12C por espectrometria de massas e convertidas em valores relativos de enriquecimento isotópico (δ13C‰) utilizados ​​para traçar as curvas exponenciais de primeira orden ao longo do tempo.

O δ13C do estômago no dia do desmame (-15,89‰) e antes da mudança de dieta experimental foi similar aos valores obtidos com a dieta de lactação (-16,14‰) oferecida a porcas e leitões nas instalações das jaulas de parto. Portanto, como era de esperar, os sinais isotópicos do estômago do leitão ao desmame refletiram as dietas das porcas. Além disso, o valor médio de isótopos de carbono na região fúndica dos leitões de 70 dias de vida foi de -25.07‰, valor semelhante ao médio das dietas proporcionadas aos leitões após o desmame (-27.50‰). O estômago dos leitões alimentados com a dieta GA mostrou a renovação mais rápida (6 dias menor que a dieta C) e 4% mais de átomo 13C substituído que a dieta C para o mesmo periodo. A dieta Nu apresentou uma vida média 4,55 dias menor que a dieta C e a mesma substituição de átomo 13C que GA.

Suplementar as dietas para leitões com glutamina, glutamato e nucleótidos acelerou a taxa de renovação de carbono no estômago no pós-desmame. O glutamato proporciona uma maior taxa de incorporação de 13C na região fúndico-gástrica e uma diminuição do pH. Além disso, a técnica de isótopos estáveis (δ13C) parece ser uma metodologia interessante para determinar os tempos e fenótipos quando os leitões mudam de dieta.

Assoni, A. D., Amorim, A. B., Saleh, M. A. D., Tse, M. L. P., & Berto, D. A. (2017). Dietary glutamine, glutamic acid and nucleotide supplementation accelerate carbon turnover (δ 13 C) on stomach of weaned piglets. Animal Nutrition. https://doi.org/10.1016/j.aninu.2017.04.006

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags