Leia este artigo em:

Mudanças na composição dos chorumes entre 1997 e 2017

As dietas para porcos mudaram durante os últimos 20 anos e as concentrações de alguns elementos são agora mais baixas. A concentração de fósforo diminuiu em até 36%, concomitantemente à adição de fitases nas dietas. A maioria dos oligoelementos também diminuiu, com exceção do Zn, cuja concentração nos chorumes duplicou.

5ª feira 8 Agosto 2019 (há 17 dias)
gosto

Durante as últimas duas décadas, foram feitas mudanças nas dietas para porcos que não melhoraram apenas a rentabilidade da produção mas também resultaram em benefícios ambientais. Entre outras mudanças, o uso de fitase na dieta permitiu menores concentrações de P total. Espera-se que as concentrações de nitrogénio, especificamente as proteínas, sejam mais baixas e que certos elementos vestigiais também sejam alterados.

Neste estudo, as análises de 1195 amostras de chorumes de vários tipos de explorações de Manitoba (Canadá) de 1997 a 2002 foram comparadas com análises semelhantes de 2010 e 2017.

As concentrações de P foram significativamente menores em 2017, passando de uma média em explorações de porcas de 28,0 g / kg de peso seco (PS) entre 1998 a 2002 para 20,6 g / kg PS entre 2010 e 2017 e de uma média em explorações de acabamento de 24,1 g / kg PS entre 1998 a 2002 para 18,7 g / kg PS entre 2010 e 2017.

Os níveis totais de N não mudaram com o tempo, embora a fracção de N na forma de NH4 tenha diminuído.

As concentrações de zinco foram consistentemente mais altas nas amostras de explorações de transição do que nas amostras de outros tipos de explorações de porcos e aumentaram de uma média de 2800 mg / kg PS em 1998 a 2002 para 5580 mg / kg PS entre 2010 e 2017.

As concentrações para a maioria dos elementos vestigiais diminuiram durante este período de tempo. Com excepção do Zn para as amostras de exploraçoes de transição, estas alterações temporais poderão diminuir as possíveis consequências ambientais da aplicação dos chorumes como fertilizantes para as culturas.

Sheppard, S. C. 2019. Elemental Composition of Swine Manure from 1997 to 2017: Changes Relevant to Environmental Consequences. J. Environ. Qual. 48:164-170. doi:10.2134/jeq2018.06.0226

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags