Leia este artigo em:

Efeito do hidrolizado proteico de levedura sobre o desenvolvimento do leitão desmamado

A inclusão de proteina hidrolizada na dieta melhora o ganho de peso diário e a uniformidade dos leitões desmamados.

5ª feira 3 Janeiro 2013 (há 6 anos 9 meses 17 dias)
gosto

Neste trabalho foi avaliado um extracto derivado de uma cepa específica de levedura o qual contém proteínas hidrolisadas e altas concentrações de nucleótidos. O objectivo deste estudo foi o de avaliar o efeito do hidrolisado proteico de levedura sobre o desenvolvimento e a saúde dos leitões desmamados. O ensaio foi realizado seguindo um desenho factorial 2x2x3 com os factores dieta (controle e hidrolisado proteico de levedura), sexo (macho ou fêmea) e peso do grupo (baixo, médio, alto). As dietas isoenergéticas e isoproteicas tinham as seguintes especificações: Primeira fase 15,2 MJ de energia digestível, 21,5% de proteína bruta, 1,70% de lisina; Segunda fase:15,0 MJ de energia digestível, 21,0% de proteína, 1,6% de lisina. O hidrolisado proteico de levedura foi incluído a 2% substituindo 2% de farinha de peixe. Foram utilizados um total de 210 leitões com um peso médio de 8,27kg que foram distribuídos por peso corporal e sexo em 36 currais (5 leitões/curral). O ensaio teve uma duração de 4 semanas, a ingestão, o peso corporal e o IC foram determinados semanalmente. A saúde dos animais e a mortalidade foi registada.

O desenvolvimento e as performances foram boas: ganho médio diário: 424g (SE=9,30g); ingestãoalimento/leitãodia 556g (SE=13,38g); IC 1,31 (SE=0,018). O consumo de alimento das fêmeas foi maior (575 vs. 536g; P<0,05) e o ganho de peso teve também tendência positiva (435 vs. 413;P=0,11) por comparação com os machos. A categoria de peso não teve influência no ganho de peso, mas o IC foi aumentando dos leitões mas leves para os mais pesados (1,24, 1,31, 1,38; P < 0,001). O hidrolisado proteico demonstrou uma forte tendência para melhorar o ganho médio de peso (436 vs. 412g; P=0,08) e o IC (1,29 vs. 1,33; P=0,09). O ganho de peso às 4 semanas foi significativamente melhorado pela inclusão de hidrolisado proteico de levedura (P<0,05). A uniformidade dos leitões às 4 semanas também foi melhorada pela inclusão do hidrolisado proteico de levedura (13,85% vs. 17,81%).

Depois das 4 semanas de ensaio os leitões foram monitorizados até ao abate para avaliar o impacto da proteina hidrolisada ao longo da vida destes animais. No final o incremento de peso vivo médio foi similar (100,37 vs. 99,75 kg) o mesmo se passou com o ganho médio diário (668 vs. 661g).

P Spring, T McArdle, J Boyd, S Wilson, JA Taylor-Pickard, K Jacques. 2011. Effect of NuProTM on performance of weaned piglets. Journal of Animal Science, 89 (E-Suppl. 2): page 69.

Artigos relacionados

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags