Leia este artigo em:

Estratégias de amostragem para a detecção do vírus da Gripe em porcos

A vigilância é essencial para o controlo da Gripe, no entanto, a detecção de infecções por IAV pode ser difícil em explorações com infecção endémica e baixa prevalência de infecção.

3ª feira 7 Maio 2019 (há 17 dias)
gosto

O vírus da Gripe A (IAV) é um importante agente patogénico em porcos que afecta a produtividade e tem implicações importantes na saúde pública devido à sua natureza zoonótica. A vigilância é essencial para o controlo da Gripe, no entanto, a detecção de infecções por IAV pode ser difícil em explorações com infecção endémica e baixa prevalência de infecção.

Em grupos de leitões (18 a 21 dias de idade) e porcos na fase de crescimento (35 a 45 dias de idade), foram comparados vários métodos de amostragem para detectar, isolar e sequenciar o IAV utilizando indivíduos (zaragatoas e esfregaços nasais e esfregaços orofaríngeos), grupo (amostras de fluídos orais, lenços de superfície e gaze na pele do úbere da porca) e recolha de amostras ambientais (partículas no ar depositadas em superfícies e amostras de ar). Todas as amostras foram analisadas por IAV rRT-PCR e um sub-conjunto foi usado para isolamento de vírus e sequenciamento directo.

Em geral, as amostras ambientais e de grupo resultaram num maior odds ratio (intervalo = 3,87-16,5, valor p <0,05) para a detecção de amostras positivas pela rRT-PCR em comparação com as amostras individuais agrupadas, excepto para esfregaços orofaríngeos (OR = 8,07, p-valor <0,05). Por outro lado, amostras individuais tinham mais probabilidade de produzir um isolado viral por cultura celular. As amostras preferidas para obter um isolado foram esfregaços orofaríngeos em leitões (78,4%) e esfregaços nasais (47,6%) ou zaragatoas nasais (45%) em porcos em crescimento e gazes de úbere em porcas em lactação (75%).

Os resultados deste estudo indicam que as estratégias de amostragem de grupos e ambientais devem ser consideradas nos programas de vigilância da Gripe, em particular se o objectivo é simplesmente detectar uma infecção. Este estudo fornece novas informações sobre métodos de amostragem para a vigilância eficaz da Gripe em porcos e identifica as glândulas mamárias em porcas lactantes como um novo tipo de amostra que oferece uma maneira cómoda, barata e simples de monitorar IAV em ninhadas antes do desmame.

Jorge Garrido-Mantilla, Julio Alvarez, Marie Culhane, Jayaveeramuthu Nirmala, Jean Paul Cano and Montserrat Torremorell.Comparison of individual, group and environmental sampling strategies to conduct influenza surveillance in pigs. BMC Veterinary Research, 2019; 15:61. https://doi.org/10.1186

Artigos relacionados

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags