Leia este artigo em:

Efeito do momento de administração de alimento em porcas gestantes

O maneio relacionado com o momento de alimentação restringida em porcas gestantes pode melhorar o seu rendimento.

5ª feira 17 Outubro 2019 (há 1 meses 28 dias)
1 gosto

A intervenção nutricional em termos de restrição de alimentos durante o dia para controlar a composição corporal das porcas, limita o metabolismo a alternar entre armazenamento e uso de nutrientes para garantir um fornecimento contínuo de energia. Foi colocada a hipótese de que a alimentação com a mesma quantidade de energia por quilograma de PC0,75 vivo em diferentes momentos do dia poderia alterar o metabolismo energético e de nutrientes das porcas gestantes e influenciar o seu rendimento.

Portanto, o objectivo do presente estudo foi avaliar os efeitos do momento de alimentação com base num consumo de energia semelhante por quilograma de peso vivo PC0.75 durante a gestação.

Para esse fim, um total de 174 porcas (Landrace × Large White) com paridades semelhantes (3,8 ± 0,16) e peso corporal inicial (211,6 ± 3,34 kg) foram aleatoriamente designadas a 1 de 3 tratamentos em desenho de blocos ao acaso. Os tratamentos consistiram em alimentar as porcas com uma dieta à base de farinha de milho e soja, uma vez por dia às 07:30 h (controlo, T1), 11:30 h (T2) ou 15:30 h (T3) , com a quantidade diária de alimentos fixada em 1,25 x consumo de energia de manutenção (100 x PC0,75) kcal EM / d. As porcas receberam 6758, 7434 e 8110 kcal EM / d nos dias 30 a 60, de 61 a 90 e de 91 a 109 de gestação, respectivamente. O peso corporal e a gordura dorsal foram registados nos dias 30, 60, 90 e 109 de gestação, 24 horas após o parto e no desmame.

Como resultado, os momentos em que o alimento selecionado é fornecido não alteraram as mudanças do PC do dia 30 até o dia 109 da gestação ou do dia 30 até o desmame. Além disso, alimentar as porcas diariamente às 11:30 da manhã não afectou o ganho de gordura dorsal ou o rendimento reprodutivo em comparação com as porcas de controlo. No entanto, as porcas alimentadas uma vez por dia às 15h30 mostraram um aumento de gordura dorsal em comparação com o grupo controlo (3,7 ± 0,47 mm versus 2,1 ± 0,50 mm) do dia 30 ao dia 109 de gestação. A partir do dia 30 de gestação até o desmame, os tratamentos não influenciaram o ganho de gordura dorsal. Finalmente, a alimentação diária das porcas às 15:30 mostrou uma tendência a aumentar o número de leitões desmamados para 0,54 leitões em comparação com as porcas controlo.

Em conclusão, sob condições de alimentação restringida, a alimentação de porcas gestantes uma vez por dia às 11:30 da manhã não diferiu das porcas controlo para nenhum dos parâmetros estudados. No entanto, a alimentação às 15h30 mostrou alguns efeitos benéficos, como um aumento da gordura dorsal durante a gestação e o potencial de aumentar o número de leitões desmamados em comparação com um regime de alimentação convencional.

Manu, H., Lee, S. H., Ren, P., Pangeni, D., Yang, X., and Baidoo, S. K. (2019). Effects of time of feeding during gestation on sow’s performance. Journal of Animal Science, 97(3), 1234-1241. https://doi.org/10.1093/jas/skz006

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags