Leia este artigo em:

Comparação da eficácia de diferentes xilanases em dietas com subprodutos de trigo ou milho

O uso de xilanases nas dietas com base em sub-produtos de trigo e milho pode melhorar os rendimentos produtivos em porcos de crescimento.

5ª feira 7 Abril 2016 (há 3 anos 9 meses 10 dias)
gosto

No presente trabalho foram realizadas duas experiências para determinar o efeito de suplementar as dietas com xilanases sobre o crescimento, os coeficientes de digestibilidade ileal aparente (CAID) e do total do tracto digestivo (CATTD) em porcos de engorda alimentados com base em trigo ou milho. Foram formuladas duas dietas basais com base em milho e 40% de DDGS ou de trigo e 25% de sêmea de trigo, suplementando ou não com cinco xilanases de diferentes origens microbianas. As xilanases foram identificadas como A, B, C, D e E e incluiram 75 mg de proteína xilanase/kg de ração. Todas as dietas incluiram também a mesma quantidade de fitase. Na Experiência 1, as dietas foram fornecidas durante 42 dias a 96 nulíparas alojadas em currais individuais (29,0 ± 0,2 kg; 8 porcos por dieta).

Foi observada uma interacção para o ganho médio diário (GMD) (P <0,05) entre o tipo de dieta e as xilanases, de tal maneira que os porcos alimentados com a dieta de trigo e xilanases A ou C e a dieta de milho com xilanase A e D tinham maior GMD (P=0,044) que os porcos alimentados com dietas sem xilanase ou as dietas de trigo com xilanase D, ou de milho suplementada com xilanases B e C. Foi observado um efeito principal da xilanase A para o índice de conversão (IC), que o melhorou em 10% (p=0,010) comparando com o controlo. Na experiência 2, foi adicionada TiO2 (3 g/kg) em todas as dietas e os porcos foram distribuídos por um desenho de quadrado de Youden de 6 repetições por dieta. Foi observada uma interacção  (P <0,05) entre o tipo de dieta e xilanase para o CAID da energia bruta (EB), arabinose insolúvel e xilose (IAX), arabinose total e xilose (tAX), polissacáridos não amiláceos insolúveis (INSP) e totais (tNSP). Neste contexto, os porcos alimentados com dietas à base de trigo com xilanase C e D e as dietas à base de milho alimentados com xilanases B e E mostraram maior CAID da EB (P <0,05) em comparação com os alimentados com as dietas livres de xilanase. O CAID do tAX e tNSP em porcos alimentados com dietas à base de trigo com xilanase C e dietas à base de milho com xilanases B e E foram maiores (P <0,001) que nos porcos alimentados com as outras dietas. Não foram observados efeitos do tratamento sobre a CATTD da EB, matéria seca e proteína bruta. No entanto, as xilanases melhoraram de forma independente (P=0,040) o CATTD da gordura em comparação com o controlo.

A suplementação com xilanase C nas dietas à base de trigo parecia superar as outras xilanases em termos de digestibilidade dos NSP, em particular no íleon.

Portanto, o êxito no uso das xilanases em melhorar o uso dos componentes da dieta e o rendimento do crescimento dos animais depende da sua origem microbiana e substrato da dieta. No entanto, as comparações realizadas no presente estudo só são válidas para as condições de estudo já que algumas das xilanases podem ter sido doseadas a níveis abaixo do óptimo biológico e outras acima.

Ndou, S. P., Kiarie, E., Agyekum, A. K., Heo, J. M., Romero, L. F., Arent, R. Lorentsend, C.M. Nyachoti , 2015. Comparative efficacy of xylanases on growth performance and digestibility in growing pigs fed wheat and wheat bran-or corn and corn DDGS-based diets supplemented with phytase. Animal Feed Science and Technology, 209, 230-239.

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?Se esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags