Leia este artigo em:

Bagaço de soja bioprocessado em leitões desmamados: efeitos sobre rendimento e estado imunitário

O presente estudo avaliou os efeitos do bagaço de soja bioprocessado só ou em combinação sobre o rendimento do crescimento e a resposta imunitária em porcos desmamados.

5ª feira 11 Outubro 2018 (há 12 dias)
gosto

O bagaço de soja é uma fonte proteica de baixa digestibilidade no tracto intestinal dos leitões devido a factores anti-nutricionais que podem diminuir o rendimento e induzir resposta imunitária.

As fontes de AA altamente digestíveis como o plasma seco por pulverização (SDP) e a farinha de peixe (FM) são incluídas na dieta para aumentar o consumo de alimento e melhorar a saúde dos animais.

O presente estudo avaliou os efeitos do bagaço de soja bioprocessado só ou em combinação com SDP ou FM numa dieta baseada em milho e bagaço de soja (SBM) sobre o rendimento do crescimento e a resposta imunitária em porcos desmamados.

Foram utilizados um total de 239 porcos (21 dias de idade) de uma exploração comercial de elevado estatuto sanitário. Ao desmame, o mesmo número de fêmeas e machos castrados foram aleatoriamente colocados num dos seguintes quatro tratamentos dietéticos: 1) controlo (CON) com uma dieta baseada em milho, SBM e lactossoro que contém FM e SDP; 2) dieta CON com bagaço de soja bioprocessado substituíndo a FM (BPSBM + SDP); 3) dieta CON com bagaço de soja bioprocessado substituíndo a SDP (BPSBM + FM); e 4) dieta CON com farinha de soja biopressada substituíndo tanto FM como SDP (BPSBM). As dietas experimentais foram oferecidas durante a Fase I (dias 1 a 7 pós-desmame) e Fase II (dias 8 a 21) seguido de uma dieta comum de Fase III (dias 22 a 35). Foram determinados o ganho de peso e o consumo de ração. Os porcos foram sensibilizados contra a ovoalbumina (OVA) e Candida albicans (CAA) nos dias 7 e 21. A avaliação da resposta imunitária consistiu na proliferação de linfócitos em resposta aos mitogénios Concanavalina A e fitohemaglutinina (dias 14 pós-desmame) e IgG anti-OVA primários e secundários nos dias 21 e 28, respectivamente.

No final do estudo, não houve diferenças no peso corporal entre os diferentes tratamentos apesar de uma menor taxa de crescimento durante os primeiros 7 dias após o desmame. A IgG anti-OVA secundária foi 2 vezes menor com base nos valores de densidade óptica nos porcos alimentados com a dieta CON em comparação com as dietas BPSBM + FM e BPSBM, muito embora a difença não tenha sido significativa. O tratamento dietético não teve efeito sobre a proliferação de linfócitos.

A eliminação dos factores antinutricionais durante o processamento do bagaço de soja ajuda a melhorar a função digestiva, já que se observou muito pouco impacto no rendimento dos porcos assim como benefícios imunológicos. O bagaço de soja bioprocessado poderá ser uma alternativa adequada à farinha de pescado e ao plasma na dieta de porcos desmamados.

Koepke, J. R., R. S. Kaushik, W. R. Gibbons, M. Brown, and C. L. Levesque.2017. Evaluation of a bioprocessed soybean meal on nursery pig performance and immune status. Journal of animal science 95, 11: 5030-5039. https://doi.org/10.2527/jas2017.1679

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags