Leia este artigo em:

Administração de antimicrobianos ao nascimento e prevalência de genes de resistência a antimicrobianos em leitões

O objectivo deste estudo foi avaliar o impacto da intervenção antimicrobiana em leitões em idade precoce sobre o desenvolvimento da microbiota fecal e a prevalência de ARGs seleccionados.

3ª feira 30 Julho 2019 (há 2 meses 19 dias)
gosto

A optimização do uso de antimicrobianos em sistemas de maneio de suínos requer uma compreensão completa das alterações induzidas por estes na dinâmica do desenvolvimento da microbiota intestinal e na prevalência de genes de resistência antimicrobiana (ARGs).

O objectivo deste estudo foi avaliar o impacto da intervenção antimicrobiana em leitões em idade precoce sobre o desenvolvimento da microbiota fecal e a prevalência de ARGs seleccionados (ermB, tetO, tetW, tetC, sulI, sulII e blaC TX-M). Um total de 48 ninhadas foram distribuídas ao acasopor um dos seis grupos de tratamento logo após o nascimento. Os tratamentos foram os seguintes: controlo (CONT), ceftiofur (como ácido cristalino livre) (CALC), cloridrato de ceftiofur (CHC), oxitetraciclina (OTC), penicilina G procaína (PGP) e tulatromicina (TUL). Foram recolhidos esfregaços fecais dos leitões nos dias 0 (antes do tratamento), 5, 10, 15 e 20 após o tratamento. Foi realizada a análise da sequência da região hipervariável V3-V4 do gene 16S rRNA e ARGs.

Os resultados mostraram que, embora a profilaxia antimicrobiana precoce não tenha tido efeito sobre o ganho de peso individual ou mortalidade, ela foi associada a pequenas alterações na composição da microbiota fecal e mudanças notáveis na abundância dos ARGs seleccionados. O uso da distância métrica de Unifrac mostrou que as comunidades microbianas dos leitões que receberam diferentes tratamentos (CALC, CHC, OTC, PGP e TUL) não foram agrupadas de maneira diferente em relação aos leitões CONT. Em comparação com o grupo CONT, os leitões tratados com PGP mostraram um aumento significativo na abundância relativa de ermB e tetW no dia 20 de vida. O tratamento com tulatromicina também resultou num aumento significativo na abundância de tetW nos dias 10 e 20 e ermB no dia 20.

Em conjunto, estes resultados demonstram que as alterações na estrutura da microbiota fecal causadas pela administração antimicrobiana perinatal são pequenas e limitadas a grupos particulares de taxones microbianos. No entanto, a administração precoce de PGP e TUL poderia promover a selecção de ARGs nas explorações. Embora sejam necessárias investigações adicionais para explorar a consistência dessas descobertas em populações maiores, esses resultados poderiam abrir a porta para novas perspectivas sobre a utilidade da administração de antimicrobianos em idade precoce a recém-nascidos saudáveis em sistemas de maneio de porcos.

Zeineldin M, Megahed A, Burton B, Blair B, Aldridge B, Lowe JF. Effect of single dose of antimicrobial administration at birth on fecal microbiota development and prevalence of antimicrobial resistance genes in piglets. Front Microbiol. 2019 June. https://doi.org/10.3389/fmicb.2019.01414

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags