Leia este artigo em:

UE: Mais um passo na luta contra a resistência aos antibióticos

O plenário do PE votou um novo pacote de medidas para travar o uso de antibióticos nas explorações e para manter afastadas, dos alimentos para humanos, as bactérias resistentes aos medicamentos.

2ª feira 29 Outubro 2018 (há 8 meses 22 dias)
gosto

No passado dia 25 de Outubro, os Eurodeputados votaram uma nova normativa para limitar o uso de antibióticos nos animais e para travar a resistência humana a estes. Estas medidas procuram assegurar que os consumidores não estão expostos aos antimicrobianos em produtos alimentícios. A proponente desta resolução é a Eurodeputada francesa do Partido Popular Europeu, Françoise Grossetête.

Limitar o uso de antibióticos

A proposta procura limitar o uso de antibióticos como medida preventiva. A sua utilização será permitida quando seja justificada por um veterinário e exista um elevado risco de infecção.

Serão permitidos os tratamentos colectivos, que consistem em tratar um grupo de animais quando se detecta que apenas um está doente, quando no haja mais alternativas adequadas ou seja recomendado por um veterinário.

Alguns antimicrobianos ficarão reservados para o tratamento de humanos.

De acordo com as novas regras, os medicamentos veterinários nunca deverão ser usados para compensar as más condições da produção pecuária ou para fazer com que os animais cresçam mais depressa.

Normas europeias para as importações

Os parceiros comerciais deverão respeitar as normas da UE sobre o uso de antibióticos quando exportem produtos alimentícios para a Europa.

Incentivar a inovação

Será dado um forte impulso a investigação de novos antimicrobianos para melhorar a competitividade no sector farmacêutico veterinário e para combater a sua resistência.

Rações com medicamentos para animais

Esta nova regulamentação sobre medicamentos veterinários está estreitamente vinculada a outro regulamento para proibir o uso preventivo e em massa de antibióticos nas rações medicamentosas. Entre outras medidas, os veterinários deverão emitir sempre as receitas destas rações após um exame prévio adequado.

A Eurodeputada espanhola socialista Clara Eugenia Aguilera García é a proponente desta legislação.

Próximos passos

Para além aprovadas pelo Parlamento, as novas normas deverão ser aprovadas pelo Conselho antes que possam entrar em vigor.

Segunda-Feira, 22 de Outubro de 2018/ Parlamento Europeu/ União Europeia.
http://www.europarl.europa.eu

ver mais artigos relacionados com o artigo

Notícias

Notícias da Sanidade

Roménia detecta PSA num novo condado26-Out-2018 há 8 meses 25 dias

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Última hora

Um boletim periódico de notícias sobre o mundo suinícola

Não estás inscrito na lista

19-Jul-201912-Jul-201905-Jul-201928-Jun-2019

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui