Leia este artigo em:

FAO: Países asiáticos alertam que PSA está "aqui para ficar"

Os países asiáticos alertaram que a mortal Peste Suína Africana está "aqui para ficar" e é necessária diligência para evitar grandes danos à segurança alimentar e à subsistência.

4ª feira 12 Setembro 2018 (há 2 meses 3 dias)
gosto

A Peste Suína Africana (PSA) foi detectada pela primeira vez na Ásia no ano passado, numa área da Sibéria na Federação Russa. Mas sua chegada à China é uma grande ameaça para a indústria suína e para a subsistência de pequenos agricultores e outros ao longo da cadeia de valor. A China produz metade dos porcos do mundo - com uma população actual de cerca de 500 milhões de suínos. Em pouco mais de um mês, o vírus foi detectado em 18 explorações ou matadouros em seis províncias, em alguns casos com mais de mil quilómetros de distância.

Sem vacina, sem cura

Não há vacina e não há cura para a doença. A estirpe mais virulenta é 100% fatal para porcos infectados, no entanto, ao contrário da gripe suína, a PSA não representa uma ameaça directa à saúde dos seres humanos.

Dar resposta a surtos de PSA é um grande desafio, explicaram especialistas da reunião de emergência.

"A explicação mais provável, e a razão para as vastas distâncias percorridas pelo vírus, é através de produtos processados ou crus de carne suína e menos provável através do movimento de animais vivos", disse Juan Lubroth, director veterinário da FAO. “O vírus é muito robusto e pode sobreviver por semanas ou meses na carne de porco curada ou salgada ou quando é usado em ração animal ou em lavagens”.

Para quando o aparecimento de Peste Suína Africana

Como a carne de porco é produzida e consumida por muitos países asiáticos, especialmente no Leste e Sudeste da Ásia, a introdução do vírus em outros países da região é quase uma certeza, disseram especialistas no último dia da reunião de emergência convocada pela FAO.

"Infelizmente, o que estamos a ver até agora é apenas a ponta do iceberg", disse Lubroth. “A propagação geográfica da PSA deu-se em tão curto espaço de tempo o que significa que o surgimento transfronteiriço do vírus, provavelmente através de movimentos de produtos contendo carne infectada, quase certamente ocorrerá. Portanto, não é mais "se" isso acontecer, mas quando e o que podemos fazer de forma colaborativa para evitar e minimizar os danos. "

Autoridades chinesas reconhecidas por acção rápida

A China e a FAO têm trabalhado juntas há vários anos, na expectativa de que a PSA surgisse um dia no país, tendo desenvolvido protocolos e planos de detecção. Isso ajudou as autoridades veterinárias e outras autoridades a responder rapidamente e isolar áreas onde ocorreram detecções de PSA. Até o momento, quase 40.000 animais infectados foram sacrificados em esforços para limitar a propagação.

A reunião de emergência, convocada pela FAO em Bangkok, atraiu autoridades veterinárias e muitas outras partes interessadas de 12 países, incluindo o sector privado, especialistas da PSA e representantes da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). O encontro foi concluído com a formação de uma rede regional especializada que se comprometeu a trabalhar em conjunto e responder de forma agressiva e colaborativa quando novos surtos ocorrerem em qualquer região.

“Essa colaboração regional e transfronteiriça é vital para responder a essa ameaça muito real ao sector de suínos da Ásia, porque isso não é algo que Ministérios ou Departamentos de Agricultura podem fazer sozinhos”, disse Kundhavi Kadiresan, director-geral adjunto da FAO e Representante Regional para a Ásia e o Pacífico. “Este vírus é uma ameaça para os meios de subsistência, para as economias, para toda uma indústria e suas cadeias de valor associadas. Então, todo mundo precisa prestar atenção a isso e avançar, de forma coordenada, para assumir esse desafio. A FAO continuará a ajudar nisso. ”

Sexta-feira, 7 de Setembro de 2018/ FAO.
http://www.fao.org

Artigos relacionados

Notícias

PSA na China afecta já 6 províncias11-Set-2018 há 2 meses 4 dias

Notícias da Sanidade

PSA na China afecta já 6 províncias11-Set-2018 há 2 meses 4 dias

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Última hora

Um boletim periódico de notícias sobre o mundo suinícola

Não estás inscrito na lista

09-Nov-201802-Nov-201826-Out-201819-Out-2018

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui