Leia este artigo em:

Colômbia toma medidas para impedir a entrada da PSA

O ICA toma medidas em portos, aeroportos e passagens fronteriças, devido aos surtos de Peste Suína Africana na Europa e China.

6ª feira 10 Maio 2019 (há 14 dias)
gosto

O Instituto Agrícola Colombiano, ICA, apela aos viajantes internacionais para que não entrem no país com produtos e subprodutos de origem suína provenientes da China, Bélgica, Bulgária, Cambodja, Hungria, Estónia, Mongólia, Polónia, Ucrânia, Roménia, entre outros, devido a surtos de Peste Suína Africana, PSA, que ocorridos nesses países, de acordo com as notificações sanitárias da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Desta forma, o Instituto estabeleceu as seguintes medidas nos Portos, Aeroportos, Fronteiras, PAPF, para informar os viajantes sobre os riscos da doença e, assim, impedir sua entrada no país:

  • intensificação da fiscalização da bagagem, bem como nos embarques feitos por entregadores internacionais, a fim de identificar a possível entrada de produtos de risco, que no caso de serem encontrados serão retidos e confiscados para destruição imediata;
  • entrega de panfletos e folhetos informativos em todos os escritórios da ICA de portos, aeroportos e fronteiras da Colômbia, para gerar uma cultura entre os viajantes sobre a importância da doença;
  • divulgação de medidas preventivas por meio da colocação de banners e vídeos informativos sobre na Peste Suína Africana, PSA, nas salas de espera dos Aeroportos Internacionais das cidades de Bogotá, Rionegro, Palmira, Cartagena e Barranquilla e nos portos marítimos de Cartagena e Barranquilla, onde os viajantes internacionais são informados com exactidão dos seguintes pontos a considerar:
    • não trazer carne ou subprodutos de origem suína de países e , se isso acontecer, eles devem ser declarados à ICA;
    • não entrar em explorações de porcos na Colômbia, se visitou explorações ou estabelecimentos que criam porcos nos países afectados por esta doença.

Deyanira Barrero, director geral do ICA, afirmou que a transmissão pode dar-se por meio de elementos não vivos contaminados como calçado, vestimentas, veículos, facas e outros equipamentos, devido à grande resistência ambiental do vírus a condições do meio ambiente e através de picadas de moscas e carraças.

Terça-feira, 30 de Abril de 2019/ ICA/ Colômbia.
https://www.ica.gov.co

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Última hora

Um boletim periódico de notícias sobre o mundo suinícola

Não estás inscrito na lista

24-Mai-201917-Mai-201910-Mai-201903-Mai-2019

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui