Splay-leg, mortalidade na transição, baixa produtividade

A existência de PRRS nas explorações, além de problemas reprodutivos, também trazem problemas de nascimento de leitões débeis. O splay leg é um deles

3ª feira 4 Outubro 2005 (há 12 anos 11 meses 15 dias)
gosto

Descrição da exploração

Trata-se de uma exploração de 570 porcas produtivas e leitões em transição, até aos 16 kg de vida, situada no noreste espanhol, numa zona com uma densidade suína relativamente alta.

A exploração está rodeada por uma vedação de obra com algumas zonas deterioradas. Há 3 zonas de acesso: a porta principal por onde entram os tratadores (deixando os carros no interior), a maioria das visitas (deixam os carros no exterior), os camiões de ração e onde se realiza a carga dos leitões e porcas de refugo (os camiões não entram no recinto), outra porta numa esquina do recinto, por onde entra a reposição e uma terceira zona, onde a vedação está mais deteriorada, por onde se tira o efluente. Os cadáveres são recolhidos num contentor situado no exterior, perto da porta principal.



A exploração é positiva à maioria das doenças infecciosas correntes (PRRS, rinite atrófica, micoplasma, Actinobacillus, doença de Glasser e sarna). Relativamente a Aujeszky é praticamente negativa (só há algumas porcas positivas que se estão a eliminar neste momento).

As vacinações que se praticam actualmente são: PRRS com vacina viva na adaptação de primíparas e morta nas primíparas gestantes, Parvovirus, mal rubro, Aujeszky, E.coli, Clostridium e rinite atrófica.

Realiza-se um tratamento antiparasitário com ivermectina injectável. Também se aplica a todos los lechones toltrazurilo via oral durante a primeira semana de vida.

Relativamente a tratamentos antibióticos ao efectivo total ou massivos, só se pratica nos leitões ao nascimento e ao desmame com amoxicilina LA.

A genética das reprodutoras é Large White x Landrace e os varrascos são Pietrain.

Esta exploração faz parte com outras duas explorações de uma mesma empresa, sendo a reposição, as doses de sémen e a raçãoo, da mesma origem para as três.



Aparecimento do caso

O aparecimento dos problemas sanitários e produtivos remonta ao ano 2002. Durante o primeiro trimestre de 2002 houve 7,8% de baixas na transição devido a uma forte recirculação de PRRS.

Por outra parte, a exploração apresentava um problema crónico de splay-leg. No ano 2000 (não se dispõe de dados de 2002), 397 ninhadas apresentaram incidência de splay-leg, com um total de 995 leitões afectados (2,5 leitões /ninhada)

também apareciam com frequência porcas que deixavam de comer, às vezes com febre, e algumas delas ficavam tão magras que era quase impossível recuperar o seu estado corporal.

Em Maio de 2002 decidiu-se aplicar uma vacina inactivada contra a PRRS a todas as porcas. Também se fez um vazio de leitões para un desmame-acabamento (wean to finish) durante algumas semanas.

Baixas trimestrais na transição Os problemas continuam durante o ano 2003. As baixas na transição aumentam durante o primeiro trimestre e disparam durante o segundo.

A causa mais frequente de baixas são leitões magros, frequentemente com artrites. Nas necropsias é frequente encontrar lesões de Glasser e pneumonia.



Os casos de splay-leg não param, ainda que sem chegar ao record do ano 2000.

Incidência mensal de splay-leg

1= ano 2002
2 = Jeneiro-Junho 2003

Além do mais aumentaram as repetições e começaram a saír porcas com purgações de pus entre 10 e 19 dias post-cobrições entre 10 e 15 casos cada mês.

Dados reprodutivos do ano 2002 e primeiro semestre de 2003

nº porcas produtivas Alta-1ªcobrição(d) % repetições Indice partos Días lactação Nascidos vivos % nascidos mortos Desmamados % baixas lactação Desm./porca ano
2002 589 55,0 12,3 79,9 21,2 9,9 8,1 8,9 10,4 21,41
Janeiro/03-junho/03 580 69,8 14,3 73,5 21,4 9,8 8,1 8,8 10,5 20,06




Medidas tomadas

Ao não melhorar os resultados durante o primeiro semestre de 2003, decide-se mudar o maneio na entrada de primíparas a partir de Julho de 2003. Por um lado as primíparas entram na adaptação em lotes maiores e em intervalos maiores (cada 3 meses em vez de 2) conseguindo um menor sobreposição entre lotes, e por outro lado, depois do periodo de adaptação, as primíparas alojam-se separadas do resto das reprodutoras até entrar na maternidade pelo que se adaptou um dos pavilhões de gestação. Na adaptação, o contacto, mais ou menos directo, faz-se com porcas de refugo e além do mais o tratador não muda de roupa nem de calçado nem tampouco há pedilúvios.

Além destas alterações, desde inicio de Maio de 2004, decide-se mudar a fonte de fornecimento de sémen com a finalidade de reduzir as repetições e aumentar a prolificidade. Esta alteração fez-se também nas restantes explorações da empresa.


Resultados

Splay-leg

Incidência mensal de splay-leg

1 = ano 2002
2 = Janeiro-Junho 2003
3 = Julho/03-Agosto/04
4 = Setembro/04-Agosto/05

Desde Julho de 2003 até Agosto de 2004 (período em que só podia ter efeito a mudança no maneio de primíparas), observa-se uma diminuição do número de ninhadas afectadas e também do número total de leitões, aproximadamente 50% relativamente ao semestre precedente e bastante mais se comparamos com o ano 2000.

Durante o período Setembro 2004 - Agosto 2005, período no qual podiam ter efeito tanto a alteração de maneio das primíparas como a alteração de fornecimento de sémen, a diminuição é ainda mais acentuada.


Baixas trimestrais na transição
Desde a alteração produzida no maneio das primíparas, em Julho de 2003, diminuiram as baixas assim como os gasto em medicamentos injectáveis e também se reduziu o trabalho dos tratadores.

Nas amostras de sangue de leitões no final da transição (umas 8 ou 9 semanas de vida), todas as amostras são negativas a ELISA para PRRS.

Produtividade das reprodutoras

Dados reprodutivos desde o ano 2002 até Agosto de 2005

nº porcas produtivas Alta-1ªcobrição(d) % repetições Indice partos Dias lactação Nascidos vivos % nascidos mortos Desmamados % baixas lactação Desm./porca ano
2002 589 55,0 12,3 79,9 21,2 9,9 8,1 8,9 10,4 21,41
Janeiro/03-Junho/03 580 69,8 14,3 73,5 21,4 9,8 8,1 8,8 10,5 20,06
Julho/03-Dez/03 563 77,3 19,0 67,5 22,5 9,6 8,7 8,8 9,1 20,50
Janeiro/04-Agost/04 572 90,4 8,4 80,1 23,3 10,4 7,1 9,6 7,1 22,47
Set./04-Agosto/05 568 86,8 6,6 85,3 22,6 10,5 8,6 9,6 8,7 23,74


Os resultados reprodutivos desde as alterações no maneio das primíparas, iniciado em Julho de 2003, até finais desse ano continuam a ser baixos, aumentando claramente as repetições e diminuindo os nascidos vivos, ainda que os desmamados se mantenhem já que diminuiu a percentagem de baixas na maternidade.

Durante os primeiros oito meses de 2004, período em que ainda não havia partos procedentes do novo fornecedor de sémen, produz-se uma clara melhoria em todos os índices reprodutivos.

Durante os últimos meses de 2004 e o ano 2005, a exploração melhorou a sua produção, basicamente pela diminuição das repetições e o aumento da taxa de partos.

Considerando que a exploração melhorou notavelmente desde que se mudou o maneio das primíparas e que vimos que a vacina inactivada não era muito eficaz (estava a ser aplicada desde Maio de 2002), decidiu-se deixar de aplicar esta vacina desde Maio de 2005 salvo as 2 doses que se continuam a dar às primíparas gestantes. Desde a data que se realizou esta alteração até agora, não se detectou nenhuma pioria na sanidade nem na produção na exploração.


Comentários

Este caso produz-se numa exploração de 570 porcas em produção que realiza as fases de reprodução e transição no mesmo sítio.

A exploração encontrava-se muito desestabilizada de PRRS até que em Maio de 2002 decide-se aplicar uma vacina inactivada de PRRS a todas as porcas do efectivo, também se fez um vazio de leitões para um desmame-acabamento (wean to finish) durante algumas semanas. O problema principal era a elevada mortalidade na transição algumas porcas que deixavam de comer e uma alta incidência splay-leg. Os problemas continuaram durante 2003, além do mais aumentaram as repetições e começaram a aparecer porcas com purgações de pus.

A partir de Julho de 2003 decidiu-se mudar o maneio na entrada de primíparas, metiam-se grupos maiores e com menor frequência, além do mais, mantinham-se separadas do resto das porcas até entrarem na maternidade.

Por outro lado, desde Maio de 2004, decidiu-se mudar a fonte de fornecimento de sámen.

A sanidade da exploração melhorou claramente com a alteração no maneio das primíparas, e melhorará mais com o passar dos meses. Quanto ao splay-leg, observa-se uma notória diminuição da incidência antes da alteração da fonte de sémen, resultado que atribuímos à melhoria sanitária.

As melhorias na transição também são evidentes ainda que resulte difícil baixar dos 2,5% de mortalidade. Cremos que o objectivo estaria em 1 - 1,5% mas vai ser difícil lograr estes níveis devido a vários motivos: o primeiro é que a densidade na transição é demasiado alta, o segundo é que, se bem que as instalações não sejam muito más, poderiam ser melhores, e por último mencionar que os tratadores não podem dedicar todo o tempo que seria desejável a cuidar dos leitões (há que ter em conta que há dois tratadores e que se ocupam da maior parte da manutenção da exploração).

A alteração de sémen influenciou na melhoria das repetições e na prolificidade. Ainda que estes parâmetros já tivessem melhorado antes da alteração da fonte de sémen, provavelmente não se teriam mantido. Há que referir também, que ao mudar de fonte de sémen melhorou-se em sanidade já que a nova fonte é negativa à PRRS.

Casos Clínicos

Um caso de PRRS com complicações por Haemophilus parasuis07-Nov-2005 há 12 anos 10 meses 12 dias

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags