Dificuldade de interpretação das lesões no matadouro

As rejeições de carcaças no matadouro devido ao aparecimento de abacessos pode ter várias causas. Neste caso foi um problema de Actynomyces pyogenes.

2ª feira 5 Outubro 2009 (há 9 anos 1 meses 11 dias)
gosto

Dados da Exploração

Trata-se de uma exploração de ciclo fechado com 800 porcas situada numa zona de Françaa de baixa densidade suína. A exploração é bastante nova e realiza um maneio "tudo dentro-tudo fora" tanto nas maternidades como nas baterias e engordas. A ração é fabricada na própria exploração com fórmulas à base de cereais e subprodutos, em particular utiliza-se soro lácteo.

Os resultados técnicos da exploração, tal e como se apresentam a seguir, são bons:


Maternidades
Nascidos totais
14,8/ninhada
Nascidos vivos
13,9/ninhada
Desmamados
12/ninhada
Índice de fecundação
95%
Baterias e engorda
GMD desmame-venda
690 g/d
% Mortalidade desmame-venda
3,5%


Aparecimento do Caso

Após a rejeição no matadouro de dois porcos num lote de 100 animais devido à presença de múltiplos abscessos ao nível dos gânglios, em particular nos gânglios traqueo-bronquiais, o suinicultor decide por-se em contacto com o veterinário.

A rejeição surpreende o suinicultor já que nenhum porco do lote apresentava sinais clínicos. Além do mais, tratavam-se dos melhores porcos da sala, com muito bom GMD.


Primeiro Controlo

Após a chamada para o veterinário, este decide realizar um primeiro controlo para compreender quais são as causas da presença de abcessos.

1 - Dados no matadouro sobre sistema respiratório

  • 72 pulmões analizados
  • 77% de pulmões indemnes (nota 0/28)
  • Nota média de 0,50/28 (1 único porco com uma nota > 5/28)
  • 2,8 % de pleuresia

Conclusão: boa nota pulmonar e ausência de lesões abscedativas relacionadas com a presença de lesões nos gânglios.

2 - Dados sobre mortalidade (engorda)

Durante as últimas 10 semanas detectou-se, na engorda, uns 5 animais mortos/semana, o que significa menos de 1,5% de mortalidade, um resultado considerado muito bom em produção.

3 - Dados sobre os sinais clínicos observados

Os únicos sinais clínicos observados só em alguns animais são:

  • redução do crescimento de tipo circovirose (na exploração vacinam-se as porcas).
  • tosse no início do crescimento-engorda após saír da transição.

Os dados clínicos são correctos e nunca tinham sido tão bons, segundo o próprio suinicultor.

4 - Exame das lesões encontradas nos porcos rejeitados

A seguir mostram-se as fotos realizadas no matadouro pelos inspectores veterinários.

Gânglios traqueo-bronquiais


Segundo Telefonema ao Veterinário

Um mês depois do primeiro controlo realizado pelo veterinário, o suinicultor volta a pôr-se em contacto com o veterinário já que foi informado de que a sua exploração tinha sido posta sob suspeita de tuberculose enquanto esperava pelos resultados das análises iniciadas há um mês pela inspecção veterinária.

Pede-nos para actuarmos rapidamente para confirmar ou desmentir esta hipótese de presença de tuberculose.

Controlos realizados

A importância desta suspeita torna necessário iniciar de forma rápida os seguintes controles:

  1. Realizar de forma imediata um inquérito epidemiológico na exploração para detectar possíveis factores de risco.
  2. Encontrar uma lesão analizável como complemento da amostra que se encontra em processo de análise com a finalidade de realizar outros tipos de análises mais rápidas (a análise oficial necessita de 12 a 15 semanas).

O inquérito epidemiológico permitiu detectar os seguintes pontos:

  • Ausência de sinais clínicos anormais na exploração, em particular relativamente a problemas respiratórios.
  • Ausência de um alerta médico ou similar entre os trabalhadores da exploração.
  • Ausência de contacto entre espécies: nem bovinos, nem aves, nem javalis.
  • Ausência de cama de serradura ou outros materiais, unicamente slat de betão.
  • Ausência de matérias primas armazenadas ao ar livre susceptíveis de ter sido contaminadas.
  • Plano de luta contra roedores. Não se observou a presença de nenhum roedor na fábrica de rações que há na própria exploração.

Unicamente os seguintes elementos poderiam classificar-se como eventuais factores de risco:

  • Presença de alguns pássaros (pombos) na fábrica de rações.
  • Utilização de soro lácteo procedente de uma leitaria.
  • Sensibilização na região após a descoberta de um foco de tuberculose devida a Mycobacterium bovis numa população de javalis de um bosque próximo.

Pedido de análises complementares

No laboratório unicamente havia uma amostra de gânglio congelada. Decide-se iniciar de forma rápida uma PCR para Mycobacterium bovis e Mycobacterium avium. Os resultados deveriam estar prontos numa semana.

Diagnóstico diferencial com outras afecções

Mycobacterium bovis
Mycobacterium avium
Actinomyces hyovaginalis (1)
Arcanobacterium
(Actinomyces) pyogenes (1)
A favor
/
- Casos encontrados em matadouro (raro).
- Possibilidade de um contacto com pássaros (fabrico da ração na exploração)
- Portage muito frequente nas amígdalas. - Portage muito frequente nas amígdalas.
Em contra

- Muito raro.
- Não existe contacto com bovinos nem fauna selvagem (cervos, javalis).

- Raro.
- Frequentemente por contaminação oral afectando os gânglios mesentéricos.
- Não existem factores de risco como a presença de cama ou serradura.
- Sem lesões no pulmão associadas às lesões nos gânglios. - Sem lesões no pulmão associadas às lesões nos gânglios.
(1) Some new aspects of the pathology, pathogenesis, and aetiology of disseminated lung lesions in slaughter pigs. Liljegren CH, Aalbaek B, Nielsen OL, Jensen HE. APMIS. 2003 May;111(5):531-8.
Actinomyces hyovaginalis associated with disseminated necrotic lung lesions in slaughter pigs.Aalbaek B, Christensen H, Bisgaard M, Liljegren CH, Nielsen OL, Jensen HE. J Comp Pathol. 2003 Jul;129(1):70-7.


Exemplo de lesão devida a Actinomyces pyogenes


Dados Complementares e Diagnóstico

No dia do abate é rejeitado um porco pela mesma causa de antes: múltiplos abcessos.

Apresentamo-nos no matadouro para poder constatar as lesões num porco de 91 kg peso carcaça.

Ao nível pulmonar não se detecta nenhuma lesão de abcessos ou de pneumonia.
Ao nível ganglionar observa-se:

Nódulo linfático à entrada do peito.
Nódulo linfático pré-escapula.
Nódulo linfático traqueo-bronquial.
Nódulo linfático traqueo-bronquial.

As amostras recolhidas são imediatamente fixadas em formol para histologia.

Realizam-se três exames complementares:

- Histologia e coloração de Ziehl
- Bacteriologia
- PCR para circovirus tipo 2

Os resultados obtêm-se em 48 h.


Resultados das Análises


1 - Resultado da histologia

Foto LDA 22
Foto LDA 22 com coloração de Ziehl

Presença de múltiplos granulomas frequentemente com uma massa de neutrófilos e eosinófilos necróticos no centro. Observa-se uma coroa de macrófagos, células epiteliales e células mononucleares. Nos gânglios linfáticos periféricos, há placas de eosinófilos segmentados ou não. Observam-se alguns pontos de mineralização. No centro, alguns granulomas,

Coloração de Ziehl: ausência de bacilos ácido-álcool resistentes.

Resumo: lesões de actinomicose. Ausência de lesões de tuberculose.

2 - Resultado da bacteriologia

Negativa para: Streptococcus suis, Pasteurella, Actinobacillus pleuropneumoniae, Haemophilus, Corynebacterium, Staphylococcus e Bordetella em gânglios.


3 - Resultado da PCR

Identificação
Nº de amostras
Circovirus tipo II quantitativo
22781-03
1
1,97 * 1010

PCR Circovirus tipo II quantitativa: umbral de significância (Blanchard et al, 2004; Sibila et al, 2004.):

- soro: 107 copias virais por ml de soro analizado
- órgãos: 1011 cópias virais por grama de tecido analizado


Diagnóstico

Conclusão: As lesões observadas não correspondem à presença de tuberculose mas sim a uma infecção por Actynomyces pyogenes.

A ausência de micobactérias foi confirmada dias mais tarde mediante a PCR e semanas mais tarde mediante o cultivo.


Comentários

Este caso, aparecido numa exploração de ciclo fechado de 800 porcas com rejeição de dois animales por presença de abcessos, faz referência à presença de lesões que inicialmente evocam um caso de tuberculose mas que mais tarde se mostraram como devidas a uma infecção por Actynomyces pyogenes.

Antecedentes da tuberculose em produção suína

Trata-se de uma doença que pode afectar o porco devido a Mycobacterium tuberculosis (homem), Mycobacterium bovis (bovino) ou Mycobacterium avium (pássaros e aves).

Os casos de tuberculose em porcos são extremamente raros e podem ser descobertos por vezes ao nível do matadouro (lesões pulmonares e em gânglios).

O mais frequente é Mycobacterium avium cujo risco para humanos e animais é muito menor em comparação com as outras duas micobactérias.

Alguns casos foram relacionados com Mycobacterium bovis em javalis.

No matadouro

Investiga-se a presença de lesões ao nível dos gânglios (adenopatia) com ou sem lesões no pulmão.
As lesões podem ser nódulos caseosos mais ou menos enquistados ao nível dos pulmões (Mycobacteruim bovis) e/ou lesões caseosas ou caseo-calcárias ao nível dos gânglios mesentéricos (Mycobacterium avium).

A situação das lesões explica-se pela contaminação:

  • Mycobacterium bovis (pulmões ou gânglios da cabeça) corresponde a uma transmissão de contacto ou aérea (explorações mistas de porcos e gado bovino),
  • Mycobacterium avium (gânglios, dos quais, gânglios mesentéricos) corresponde a uma transmissão frequentemente oral (alimento ou cama contaminadas por causa doa pássaros).

O diagnóstico oficial

A tuberculose é uma doença regulamentada; o diagnóstico oficial baseia-se no cultivo da bactéria que tem um crescimento muito lento. O diagnóstico tarda entre 12 a 15 semanas.

Os outros métodos

Bacterioscopia a partir de um esfregaço e uma coloração de Ziehl, se bem que a utilização unicamente deste método não permite um diagnóstico completamente seguro.
A histologia necessita uma boa técnica.
O diagnóstico dérmico mediante a intradermo reacção à tuberculina.
A PCR: nova técnica genómica que permite evidenciar a presença de micobacterias.


Devido à rareza desta doença em porcos a hipótese parece pouco provável, contudo, torna-se necessário estabelecer uma estratégia de diagnóstico enm relação com as autoridades sanitárias.

A constatação no matadouro de abcessos ao nível dos gânglios é frequentemente alarmante. O processo que deve fazer o veterinário é começar de imediato a realizar novas investigações até à confirmação ou refutação da tuberculose já que o método oficial é demasiado longo e demasiado "stressante" para o suinicultor.

A histologia é o método de eleição para a selecção inicial

Se a lesão é característica da actinomicose como no caso apresentado, não é necessário começar a procurar tuberculose.

A investigação epidemiológica em relação com este resultado, em ausência de factores de risco, excluem completamente a hipótese da tuberculose

Casos Clínicos

Intoxicação com cianeto02-Nov-2009 há 9 anos 14 dias
Paraqueratose ampliada por um elevado conteúdo em DON07-Set-2009 há 9 anos 2 meses 9 dias

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags