alteração de estratégia numa exploração que funciona em bandas cada 4 semanas

Uma das melhores opções para gerir explorações de tamanho reduzido é maneio em bandas 5 semanas. Tem a vantagem de desmames a 28 dias e agrupar cobrições,

6ª feira 29 Janeiro 2010 (há 8 anos 9 meses 18 dias)
gosto

Descrição da Exploração e Introdução do Caso


Trata-se de uma exploração com núcleo reprodutivo e desmame que engorda os seus leitões em engordas externas.

É positiva a PRRS, App, Rinite e sarna e negativa a ADV.

Plano vacinal:

• vacinação de rebanho cada 4 meses para Aujeszky .
• Parvo-Mal Rubro aos 14 dias post-parto.
Coli 3 semanas antes do parto e primíparas 6 semanas antes e repetir às 3.
• Nulíparas: Trivalente (Parvo/MR/ADV) 1 mês antes da cobrição devem estar vacinadas e revacinadas.

Distribuição da exploração:

Dispõe de 5 salas de maternidade de 18 porcas cada uma:

• Objectivo de 90 partos cada 4 semanas.
• 1170 partos anuais, com aproximadamente 500 - 520 porcas produtivas.

Dispõe de 6 salas de transição de 180 lugares cada uma: Total 1080 lugares.

Esta distribuição é assim porque inicialmente esta exploração funcionava em bandas semanais com um objectivo de 18 partos / semana.

Actualmente a exploração funciona em bandas cada 4 semanas. O problema está em que unicamente há espaço na transição para um lote de leitões. Metem-se 150 leitões por sala e mantêm-se aí durante 7 semanas.

O segundo lote de leitões deve ir para um Wean To Finish externo que está bastante mal acondicionado, o que costuma causar bastantes problemas de arranque dos leitões, baixas e animais atrasados.

Além do mais, a exploração anda um pouco curta de espaço de gestação para funcionar em bandas cada 4 semanas. Dispõe de 450 lugares, o que é muito "à pele". Há que ter em conta que em bandas cada 4 semanas se desmamam 90 porcas de cada vez e isto aumenta as necessidades de espaço de gestação.

Outro problema adicional é a crise actual. O suinicultor não se importaría de reduzir o efectivo de porcas se pode desmamar leitões um pouco maiores (actualmente estão a ser forçados a desmamar aos 21 dias) e conseguir que lhe dê menos problemas.

Por este motivo está a pensar passar a exploração para bandas cada 3 semanas, ainda sabendo que vai reduzir consideravelmente o efectivo de porcas.

Pensar na Melhor Opção


No caso de funcionar em bandas cada 3 semanas, a exploração perseguiria um objectivo de 45 partos cada 3 semanas. Isto seriam 780 partos anuais, con umas 340 porcas produtivas. O problema está em que se perdem mais de 150 porcas relativamente à opção actual. Além disso, a maternidade dispõe de 5 salas, o que não é divisível entre as 2 salas necessárias para trabalhar em bandas cada 3 semanas.

Por outro lado os desmames funcionariam bastante bem. Seriam cheias 3 salas (540 lugares) com aproximadamente 450 leitões e ao fim de 3 semanas seriam cheias as outras 3. Além do mais, os leitões seriam desmamados com 28 dias, o que unido às 5-5,5 semanas de estadia na transição se traduziria em leitões saídos da exploração com aproximadamente 20 Kg. Poderíamos prescindir do Wean To Finish integrado que tantos problemas nos está a dar.

Contudo, provavelmente a dificuldade maior está em como passar das bandas cada 4 semanas actuais para bandas cada 3. A solução não é nada fácil e vai requerer que as porcas percam muito tempo.



Ao querer passar de um sistema com maior intervalo de tempo para outro com um intervalo menor, a situação é complicada. Deve-se deixar passar o cio de algumas porcas e combinar o uso de altrenogest para estabelecer correctamente as bandas.

Maneio em bandas cada 5 semanas com desmame aos 28 dias


Outra opção que encaixaria nesta exploração seria passá-la para bandas cada 5 semanas. Com esta opção existe a possibilidade de desmamar aos 28 dias, o que torna mais aproveitável a maternidade e neste caso ajudará a reduzir os problemas dos leitões na transição.

Com este sistema o objectivo seria de 90 partos / 5 semanas, o que equivale a 936 partos anuais (umas 410 porcas produtivas). Desta forma a redução de efectivo não é tão drástica. Passamos das 510 porcas produtivas iniciais para 410, enquanto que com bandas cada 3 semanas baixaríamos o efectivo para as 340 porcas.

Procurando 90 partos / 5 semanas, o desmame de 1080 lugares encaixa bastante bem, sobrando alguns lugares. Em bandas cada 5 semanas é muito recomendável dispor de uma sala "joker" para fazer parir as porcas que irremediavelmente são cobertas entre bandas (fruto de repetições e entradas em cio tardias). 1 das 6 salas poderia ser dedicada a este propósito.

Todos os leitões da exploração poderiam saír directamente para a engorda com 4 semanas de lactação + 4,5 semanas de estadia nas baterias (umas 8,5 semanas de vida e 16 Kg aproximadamente).

Outra opção seria continuar introduzindo um lote no Wean To Finish. É provável que ao desmamar leitões de mais peso agora funcione melhor. O outro lote poderia alojar-se nas baterias da exploração, e assim poderia permanecer mais de 9 semanas. É possível que este tempo seja excessivo. Os animais chegariam praticamente aos 30 Kg e as instalações deveriam estar preparadas para isso. De todas formas, haveria sempre a possibilidade de tirar os leitões antes (por exemplo depois de 7 semanas), mas então as baterias permaneceriam vazias 3 semanas (não se amortizaria o seu uso).

Passar de bandas cada 4 semanas a 5 semanas


Neste caso, esta é uma operação muito mais simples do que passar a bandas cada 3 semanas. De facto, trata-se de manter os lotes com o mesmo número de porcas, atrasando as cobrições entre eles das 4 semanas actuais para 5 semanas. Desta forma passaremos a ter 4 lotes produtivos em vez de 5.



Para atrasar a cobrição de cada lote deveremos empregar altrenogest às porcas que vão ser desmamadas:

O lote 1 cobre-se no próprio sítio.
1º passo: O lote 2 atrasa-se 1 semana fornecendo-lhe altrenogest ao desmame.
2º passo: O lote 3 atrasa-se 2 semanas forncendo-lhe altrenogest al desmame.
3º passo: O lote 4 atrasa-se 3 semanas deixando passar um cio post-desmame a todas as suas porcas. Vai ficar situado uma semana antes do lote 5. De facto, estes 2 lotes devem acabar por ser apenas um, pelo que a metade das porcas vão sobrar, tendo que ir para abate. O lote 5 deveria adiantar-se uma semana (agora estaria a 4 semanas do lote 1). Isto pode fazer-se no desmame seguinte, desmamando-o aos 21 dias em vez de 28.


Ter em conta a Estrutura do Efectivo - Conclusão do Caso


Com a finalidade de minimizar o número de porcas jovens sacrificadas, seria muito interessante fixar-se na estrutura do efectivo de cada um dos lotes. O ideal seria que o lote 4 tivesse bastantes porcas velhas. Desta forma são abatidas ao desmame e já não as temos que atrasar 3 semanas. De todas formas, nem todas as porcas deste lote serão más, pelo que também é importante que o lote 5 tenha bastantes porcas com possibilidades de ser eliminadas. Assim pois, dos 5 lotes actuais, devemos buscar os 2 lotes seguidos no tempo com as piores porcas, para os agrupar.

Neste caso, estamos com sorte, encontramos um lote com bastantes porcas velhas. Será o lote 4. Poderíamos abater todas as porcas de 5 a 8 partos.

O lote que vem a seguir, mostra uma estrutura do censo bastante mais próxima à ideal, mas também com algumas porcas velhas que podem ser eliminadas. Também poderiamos sacrificar todas as porcas de 5 a 8 partos.

A partir daqui as bandas cada 5 semanas já ficariam estabelecidas, com um custo em tempo e porcas produtivas bastante contido.


Comentários

Este é um caso no que o proprietário de uma exploração que funciona em bandas cada 4 semanas com um objectivo de 90 partos / banda (umas 520 porcas produtivas) decide realizar uma mudança de orientação produtiva. Basicamente deseja-se desmamar leitões maiores (a ser possível 28 dias) e dada a crise actual não preocupa em excesso reduzir o efectivo de porcas da exploração, ainda que logicamente dentro de um limite.

O suinicultor propõe funcionar em bandas cada 3 semanas. Nesta situação teríamos:

1. Um objectivo de 45 partos cada 3 semanas: Em bandas semanais devem-se dividir o total de lugares de maternidade (neste caso 90) por 2, para alojar os 2 lotes de porcas necessários na maternidade. Isto já representa um primeiro problema dado que a exploração dispõe de 5 salas, pelo que numa sala sempre teríamos porcas de 2 lotes distintos, impedindo um correcto funcionamiento Tudo dentro – Tudo Fora.

2. Um objectivo de 45 partos cada 3 semanas equivalem a 780 partos anuais: 52 semanas tem um ano / 3 = 17,33. Multiplicando por 45 partos, obtemos 780 partos. Supondo que as porcas estão a ciclar cada 2,3 semanas, a exploração necessitaria umas 340 porcas produtivas. O segundo problema estaria em que se perderiam mais de 150 porcas relativamente à opção actual. Além do mais, a maternidade dispõe de 5 salas, o que não é divisível entre as 2 salas necessárias para trabalhar em bandas cada 3 semanas.

3. Outra desvantagem adicional estaria em passar uma exploração em bandas cada 4 semanas para 3 semanas, dado que representa ter que dividir cada um dos lotes e reorganizar as cobrições de muitas porcas, o que representa fazer perder muito tempo, perdendo muitos dias produtivos.

Dados estes inconvenientes, propõe-se ao suinicultor a possibilidade de funcionar em bandas cada 5 semanas desmamando aos 28 dias, o que supõe as seguintes vantagens:

1. Com este sistema o objectivo seria de 90 partos / 5 semanas, o que equivale a 936 partos anuais (umas 410 porcas produtivas dividindo entre 2,3 partos – porca / ano).
Desta forma a redução de efectivo não é tão drástica. Passamos das 510 porcas produtivas iniciais para 410, enquanto que com bandas cada 3 semanas baixaríamos o efectivo para as 340 porcas.

2. Com bandas cada 5 semanas tão só é necessária uma sala de maternidade, pelo que é indiferente dispor de um número impar de salas. Poderá fazer-se um vazio sanitário sem problemas.

3. Transformar uma exploração que funciona em bandas cada 4 semanas para 5 semanas é muito mais simples do que a passar para 3 semanas. O número de porcas por lote é o mesmo, tão só deven recolocar-se no tempo, aumentando o intervalo entre cobrições numa semana, o que é relativamente simples empregando altrenogest.

Provavelmente uma das melhores opções para gerir explorações de um tamanho reduzido é o maneio em bandas cada 5 semanas. Esta opção tem a vantagem de poder desmamar a 28 dias e agrupar ao máximo as cobrições, logrando lotes de um número considerável de animais. A banda cada 4 semanas é a outra opção que permite um máximo agrupamento de cobrições, mas obriga a desmamar a um máximo de 21 dias.

Ao destetar a 28 dias, as bandas cada 5 semanas sofrem uma ligeira alteração. Isto é devido a que o ciclo reprodutivo das porcas se alarga a 21 semanas, o que não é divisível de forma inteira por 5. Desta forma, o intervalo entre bandas é de 5 semanas para 3 delas e se alarga a 6 semanas numa delas.

Maneio em bandas cada 5 semanas com desmame a 28 dias

Esta alteração no tempo entre bandas e o facto de desmamar a 28 dias, fazem que a ordem de actividades se desordene ligeiramente.

Ordem de actividades com desmame a 21 dias: Duração de ciclo 20 semanas

Desmamando a 21 dias, a distribuição das principais tarefas da exploração (Desmames / Cobrições / Partos) é muit boa. Ficam distribuídas cada uma numa semana distinta e a seguir vêm 2 semanas sem nenhuma destas actividades.

Semana 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Actividade D C P D C P D C P D C P
D = Desmame
C = Cobrição
P = Partos

Ordem de actividades com desmame a 28 dias: Duração de ciclo 21 semanas

Desmamando a 28 dias, esta distribuição altera-se. As cobrições coincidem com partos, o que continua a ser uma boa distribuição porque umas ocorrem no princípio da semana e os outros no final. Isto sucede durante 3 lotes e depois vem um lote com a distribuição “habitual”. A distribuição destas actividades por semana deve somar 21 semanas, que será o que durará o ciclo reprodutivo das porcas desmamando aos 28 dias.

Semana 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21
Actividade D C+P D C+P D C+P D C P

Casos Clínicos

Gripe + PMWS+ PRRS08-Mar-2010 há 8 anos 8 meses 8 dias
Problema Global na Exploração04-Jan-2010 há 8 anos 10 meses 12 dias

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags