Leia este artigo em:

Porque é que faltam leitões desmamados/porca?

Normalmente, quando se pergunta a um criador qual é a sua média de leitões desmamados por porca ele sabe informar sobre este número, já que o seu cálculo é simples, no entanto...

Normalmente, quando se pergunta a um criador qual é a sua média de leitões desmamados por porca, por norma, ele sabe informar sobre este número, já que o seu cálculo é simples. A fórmula habitualmente usada é a seguinte:

- Média desmamados/porca num periodo = Nº total leitões desmamados no periodo/nº de porcas desmamadas no periodo.

Esta fórmula é correcta. No entanto, podem ser feitas as seguintes perguntas:

- Quantas porcas desmamaram 0 leitões no periodo?
- Como afectam estas porcas a média de desmamados/porca?
- Quantas mães adoptivas foram usadas no periodo?
- Como afectam estas mães adoptivas a média de desmamados/porca?

Normalmente, a resposta a estas perguntas não é clara por parte do criador. Para avaliar o efeito destas porcas, deveria ser calculado outro parâmetro, que é a média de desmamados por ninhada. Este dado fornece a média de mamas produtivas que as porcas de dada exploração possuem. Para explicar o cálculo deste segundo parâmetro vamos valer-nos de exemplos progressivamente mais complexos, mas mais próximos da realidade das explorações.

Exemplo 1.- Numa exploração, durante um mês, desmamam-se 50 porcas, com um total de 490 leitões desmamados. Durante esse periodo, não há porcas que desmamem 0 leitões, nem são usadas mães adoptivas.

Neste caso, o nº de desmamados por porca é de 490/50, ou seja, 9,8. Ao haver o mesmo nº de porcas desmamadas que ninhadas desmamadas, a média de desmamados/ninhada também é 9,8.

Exemplo 2.- Essa mesma exploração, no mês seguinte desmama também 50 porcas e 490 leitões, mas das 50 porcas desmamadas 2 desmamam 0 leitões (uma morreu dias depois do parto e à outra tiveram que ser retirados os leitões devido a uma infecção que levou a que se secasse).

Neste caso, os cálculos seriam:

- Desmamados/porca: Continua a ser 490/50 (já que foram 50 as porcas desmamadas), logo seria 9,8.

-Desmamados/ninhada: Aqui seriam 490/48 (já que duas porcas não chegaram a desmamar leitões, logo não desmamaram nenhuma ninhada), logo seria 10,2.

Como se vê, a diferença entre ambos os parâmetros é importante.

Exemplo 3.- Este seria o exemplo que mais se assemelha à realidade da maioria das explorações. A mesma exploração desmama 50 porcas e 490 leitões no total, mas duas dessas porcas desmamaram 0 leitões, além de que, 40 desses leitões desmamados provinham de 4 mães adoptivas, ou seja, porcas que desmamaram leitões nesse mês mas continuaram a lactação, não sendo desmamadas até ao mês seguinte.

A média de desmamados/porca continua a ser a mesma, mas para saber o nº de desmamados/ninhada devemos calcular o nº de ninhadas desmamadas durante o periodo.
Para tal devemos:

- Tirar ás 50 porcas desmamadas as duas porcas que desmamaram 0 leitões (já que não desmamaram nenhuma ninhada)

-Somar ás 48 porcas que ficam as 4 mães adoptivas usadas no periodo (já que são ninhadas desmamadas, mas não porcas desmamadas).

Neste caso, ficam durante o mês 52 ninhadas desmamadas. Portanto, a média de leitões desmamados por ninhada é de 490/52, ou seja, 9,4. De novo, a diferença é substancial, mas neste caso a média de desmamados/ninhada é menor que a de desmamados/porca.

Deste modo, para poder calcular ambos os parâmetros, apenas é necessário ter os seguintes dados:

- Nº total de leitões desmamados durante o periodo (N)

- Nº de porcas desmamadas no periodo (A)

- Nº dessas porcas desmamadas que não desmamaram nenhum leitão (B)

- Nº de mães adoptivas usadas durante o periodo (C)

E os cálculos são:

- Média desmamados/porca (N/A)

-Média desmamados/ninhada [N/(A-B+C)]

2010

Como se observa no gráfico anterior, há diferenças substanciais entre ambos os parâmetros. Portanto, é conveniente obter os dois resultados, já que o dado de desmamados/ninhada indicará se a produtividade que estamos a obter na maternidade é devida a um bom rendimento leiteiro das porcas (desmamados/ninhada elevado) ou a um maneio intensivo das mães adoptivas, já que as porcas não conseguem desmamar muitos leitões (desmamados/ninhada baixo). E também obter informação sobre a % de porcas que têm problemas ou morrem na maternidade (porcas que desmamam 0 leitões).

Artigos

Transferências de leitões até 3-4 dias pós-parto (II)21-Nov-2012 há 7 anos 1 meses 28 dias
Situação actual da castração de leitões09-Nov-2012 há 7 anos 2 meses 9 dias

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?Se esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags