Leia este artigo em:

Trigo não OGM como alternativa parcial ao milho em dietas para porcos

O objectivo do presente estudo foi determinar os efeitos de dietas à base de trigo não OGM sobre o rendimento do crescimento, digestibilidade de nutrientes, consistência fecal, perfil sérico e qualidade da carne de porcos em crescimento-engorda.

5ª feira 11 Abril 2019 (há 6 meses 6 dias)
gosto

A produção animal está em contínuo desenvolvimento. No campo da nutrição animal, a pesquisa é motivada pela busca de alternativas mais baratas e ingredientes mais seguros. Por exemplo, no caso de fontes de energia e para substituir uma certa quantidade de milho na dieta, o uso de trigo não geneticamente modificado (não-OGM) poderia ser lucrativo como um ingrediente alternativo seguro e de baixo custo.

Com isso em mente, o objectivo do presente estudo foi determinar os efeitos de dietas à base de trigo não OGM sobre o rendimento do crescimento, digestibilidade de nutrientes, consistência fecal, perfil sérico e qualidade da carne de porcos em crescimento-engorda. Foram utilizados um total de 70 [(Landrace × Yorkshire) × Duroc] porcos com um peso corporal inicial de 26,2 ± 1,57 kg numa experiência de 112 dias de duração. Os animais foram colocados em um de dois tratamentos dietéticos: (1) CD, consistindo numa dieta à base de milho, ou (2) WD, consistindo numa dieta à base de trigo não OGM. A experiência foi realizada em 7 parques por tratamento e 5 porcos por parque.

Os porcos alimentados com a dieta à base de milho apresentaram maior peso corporal que os porcos alimentados com a dieta baseada em trigo não OGM, tanto no dia 21 (38,93 kg e 38,32 kg, para porcos CD e WD, respectivamente) como no 77 (81,54 kg e 79,54 kg, para porcos CD e WD, respectivamente). Inicialmente, foi observada uma ligeira significância no ganho médio diário (GMD) dos porcos durante os primeiros 21 dias de tratamento dietético (0,61 kg e 0,58 kg, para os porcos CD e WD, respectivamente), mas não houve diferenças no GMD no final do período experimental. Em relação ao perfil sanguíneo, não foram observados efeitos significativos entre os tratamentos sobre proteínas, nitrogénio ureico no sangue (BUN), creatinina e glicose.

Em conclusão, a dieta não transgénica à base de trigo não teve impacto significativo no rendimento de crescimento, digestibilidade dos nutrientes, perfil sérico e qualidade da carne de suínos durante o período de engorda, pelo que parece ser uma possível alternativa viável às dietas à base de milho.

Wang, H., Lee, D., Jung, H., & Kim, I. (2018). Effects of non-genetically modified organism wheat on growth performance, nutrient digestibility, blood profile and meat quality in grower-finisher pigs. Journal of Animal Science, 96(suppl_3), 316-317. https://doi.org/10.1093/jas/sky404.696

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags