Leia este artigo em:

Relação entre o nível de biossegurança e o uso de antimicrobianos na produção suína

O estudo confirma que a biossegurança é uma medida útil para promover a redução do uso de antimicrobianos na produção suína.

4ª feira 14 Maio 2014 (há 5 anos 8 meses 3 dias)
gosto

à medida que o desenvolvimento de resistências aos antibióticos é uma amenaça grave para a saúde pública, a maioria dos países estão a trabalhar para reduzir o uso de antibióticos no animais. A melhoria do nível de biossegurança é uma das possíveis medidas que se podem implementar para promover a redução do uso de antimicrobianos. Isto requer a participação do suinicultor. Contudo, existem poucos dados disponíveis em relação à percepção que têm os suinicultores sobre o uso dos antimicrobianos e é por isso que investigadores da Suiça e França realizaram um estudo transversal num total de 60 explorações de ciclo fechado situadas na parte ocidental de França. O objectivo do estudo foi avaliar a relação entre o nível de biossegurança e o uso de antimicrobianos na suinicultura francesa. O estudo teve, em primeiro lugar, um ponto de vista técnico, que incluiu a determinação do uso de antimicrobianos, a descrição das práticas de biossegurança e a quantificação da relação entre o uso de antimicrobianos e o nível de biossegurança e em segundo lugar um ponto de vista psicosociológico que teve como objectivo identificar as percepções dos suinicultores e as barreiras e motivações relacionadas com o uso de antimicrobianos.

Os resultados do estudo evidenciaram que os leitões desmamados são os que consomem a maior parte dos tratamentos antimicrobianos. Contudo, a variabilidade entre explorações foi elevada. Por outra parte, o estudo da relação entre o nível de biossegurança e o uso de antimicrobianos mostrou que: i) a incidência média do tratamento em animais reprodutores e leitões desmamados era significativamente menor no grupo com melhor nível de biossegurança externa e ii) a incidência média do tratamento na maternidade foi significativamente menor nas explorações com boas práticas de biossegurança interna. Por último, o estudo psicosociológico mostrou que ainda que os suinicultores percebam os altos benefícios do uso dos antimicrobianos, as necessidades são relativamente baixas. Os agricultores entendem as medidas que têm um impacto financeiro na sua exploração como as mais influentes na redução do uso de antimicrobianos.

Em conclusão, o estudo confirma que a biossegurança é uma medida útil para promover a redução do uso de antimicrobianos na produção suína.

Lucie Collineau, Catherine Belloc, Anne Hemonic, Murielle Guiard, Anne Lehebel, Brigitte Badouard, Katharina Staerk. Etude du lien entre niveau de biosécurité et utilisation d’antibiotiques dans les élevages de porcs. 46èmes Journées de la Recherche Porcine.

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?Se esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags