Leia este artigo em:

Colonização com MRSA CC398 em participantes de conferências veterinárias e seus agregados

Existem poucos dados sobre a persistência e transmissão de Staphylococcus aureus resistente à meticilina (MRSA) do complexo clonal (CC) 398 entre veterinários e os membros dos seus agregados.

4ª feira 4 Outubro 2017 (há 2 meses 12 dias)

Foi investigada a colonização a longo prazo MRSA CC398 entre os veterinários participantes em conferências realizadas na Alemanha em 2008/2009 e os membros dos seus agregados.

Foram incluídos no estudo longitudinal um total de 45 participantes inicialmente MRSA CC398 positivos e 180 MRSA CC398 negativos nas conferências. Estas pessoas e os membros dos seus agregados foram examinados para presença de colonização nasal em 2011, 2012 e 2014.

Dos 31 pacientes submetidos a testes contínuos e inicialmente participantes positivos a MRSA CC398, apenas 8 (26%) foram colonizados com MRSA CC398 nos 4 pontos no tempo, 4 (13%) de forma consistente com o mesmo tipo de spa. Entre os participantes inicialmente negativos a MRSA CC398, 13 (7%) foram testados MRSA CC398 positivos pelo menos uma vez durante o período de acompanhamento. Os dados para os membros do agregado familiar, pelo menos num ponto no tempo estavam disponíveis para 185 agregados. Destes, 21 (11%) tinham um ou mais membros que deram positivo para MRSA CC398 pelo menos uma vez. A probabilidade de que os membros do agregado fossem MRSA CC398 positivos foi 12 vezes maior (intervalo de confiança de 95% 4-37) quando o participante da conferência foi positivo em 2008/2009. Esta associação manteve-se forte quando se excluiram os membros da família que trabalhavam em medicina veterinária ou em explorações.

Em resumo, estes dados sugerem que a colonização com MRSA CC398 é parcialmente transitória e que os membros do agregado familiar das pessoas colonizadas por MRSA CC398 têm um maior risco de colonização com MRSA CC398.

Jan Walter, Werner Espelage, Cornelia Adlhoch, Christiane Cuny, Susanne Schink, Andreas Jansen, Wolfgang Witte, Tim Eckmanns, Julia Hermes. Persistence of nasal colonisation with methicillin resistant Staphylococcus aureus CC398 among participants of veterinary conferences and occurrence among their household members: A prospective cohort study, Germany 2008–2014. Veterinary Microbiology. Volume 200, February 2017, Pages 13–18

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags