Leia este artigo em:

Síndrome de diarreia aguda em porcos causada por coronavírus relacionado com morcegos

O presente estudo proporciona evidência que o coronavírus relacionado com morcegos é o agente etiológico responsável por um surto de doença mortal de porcos na China

3ª feira 29 Maio 2018 (há 23 dias)

A transmissão cruzada entre espécies de vírus procedentes de animais selvagens reservatórios significa uma ameaça importante para a saúde humana e animal. Os morcegos foram reconhecidos como um dos reservatórios mais importantes para vírus emergentes. A transmissão a humanos de um coronavírus que se originou em morcegos através de hospedeiros intermediários foi responsável pela zoonose emergente de alto impacto conhecida como SARS (Síndrome Respiratório Agudo Severo).

O presente estudo proporciona evidência virológica, epidemiológica, evolutiva e experimental que o coronavírus do síndrome de diarreia aguda (SADS-CoV), um novo coronavírus HKU2 relacionado com morcegos, é o agente etiológico responsável por um surto a grande escala de doença mortal de porcos na China que causou a morte de 24.693 leitões em quatro explorações. O surto teve inicio na província de Guangdong, nas proximidades da origem da pandemia de SARS. Além disso, foram identificadas CoV relacionados com SADS com 96-98% de identidade sequencial em 9,8% (58 de 591) das zaragatoas anais recolhidas de morcegos na província de Guangdong durante os anos 2013 a 2016, de forma predominante nos morcegos Rhinolophus spp. conhecidos reservatórios de CoV relacionados com SARS. Foi observado que havia semelhanças surpreendentes entre os surtos de SADS e SARS em meios geográficos, temporais, ecológicos e etiológicos.

Este estudo destaca a importância de identificar a diversidade e distribuição de coronavírus em morcegos para mitigar futuros surtos que possam ameaçar o gado, a saúde pública e o crescimento económico.

Peng Zhou,et al. Fatal swine acute diarrhoea syndrome caused by an HKU2-related coronavirus of bat origin. Nature. Volume 556, pages255–258 (2018). doi:10.1038/s41586-018-0010-9

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags