Leia este artigo em:

Como a ausência de plasma seminal afecta o sémen do varrasco

Esta experiência teve como objectivo descrever as diferenças entre a presença ou ausência de Plasma Seminal na fracção rica em espermatozóides em algumas características do espermatozóide.

3ª feira 23 Abril 2019 (há 3 meses 29 dias)
1 gosto

Sabe-se que o plasma seminal (SP), o fluido que envolve os espermatozóides, exerce uma influência substancial na fisiologia dos espermatozóides. O SP desempenha um papel fundamental na função espermática in vivo e, devido aos seus componentes, funciona de forma ambígua in vitro, com efeitos prejudiciais e benéficos ao mesmo tempo.

Esta experiência teve como objectivo descrever as diferenças entre a presença ou ausência de SP na fracção rica em espermatozóides em algumas características do espermatozóide (cinética, integridade da membrana plasmática e acrossómica, peroxidação lipídica e alterações semelhantes à capacitação). Além disso, este experimento concentrou-se em distinguir os efeitos do SP nas variáveis avaliadas dos efeitos da centrifugação durante a eliminação do SP.

A motilidade total e progressiva dos espermatozóides, assim como a integridade das membranas plasmática e acrossômica, foram menores na ausência de SP. A peroxidação lipídica da membrana e a estabilidade da membrana espermática não diferiram entre os tratamentos.

O SP da fracção rica em espermatozóides é importante para a manutenção de características estruturais e funcionais adequadas de sémen de varrasco estendido e deve estar presente nas doses seminais durante o armazenamento. Além disso, o efeito prejudicial sobre as variáveis avaliadas deveu-se exclusivamente à ausência de SP e não ao processo de eliminação por centrifugação a 500 x g por 10 min.

D.F.Leal, M.A.Torres, G.M.Ravagnani, S.M.M.K.Martins, F.V.Meirelles, A.F.C.de Andrade. Absence of seminal plasma from sperm-rich fraction decreases boar sperm quality characteristics during the course of liquid storage. Animal Reproduction Science. Volume 198, November 2018, Pages 20-26. https://doi.org/10.1016/j.anireprosci.2018.08.029

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags