Leia este artigo em:

Uso de antimicrobianos e parâmetros produtivos em produção suína

Este estudo avaliou até que ponto o AMU, em produção suína, poderia ser reduzido através da optimização do maneio da exploração, a biossegurança, as estratégias vacinais, a terapia anti-helmíntica e aconselhamento sobre o uso prudente dos antimicrobianos.

Domingo 17 Setembro 2017 (há 2 meses 29 dias)

Está descrito que o uso de antimicrobianos (AMU) é elevado em produção suína. Ainda que os produtores pecuários estejam conscientes do elevado uso, pouco se sabe sobre as possíveis intervenções para melhorar a situação.

Este estudo avaliou até que ponto o AMU, em produção suína, poderia ser reduzido através da optimização do maneio da exploração, a biossegurança, as estratégias vacinais, a terapia anti-helmíntica e aconselhamento sobre o uso prudente dos antimicrobianos. O estudo explorou também os efeitos destas intervenções sobre os resultados produtivos das explorações.

O estudo foi realizado em 61 explorações suínas da Bélgica e incluiu 3 visitas por exploração. Durante a visita inicial foi recolhida informação sobre o maneio da exploração, a biossegurança (quantificada através do sistema de pontuação baseado no risco Biocheck.UGent ™), a estratégia de vacinação, a terapia anti-helmíntica e o AMU. Esta informação foi traduzida, então, num plano de acção específico para a exploração, que foi discutido com o produtor e o veterinário do grupo e/ou outros assessores durante a segunda visita. Na visita final (± 8 meses depois) foram obtidos dados comparáveis para avaliar o progresso.

Em geral, foi obtida uma melhoria significativa de 2,4 pontos e 7 pontos na biossegurança externa e interna nas explorações, combinada com uma vacinação adicional, terapia anti-helmíntica e um AMU prudente. Isto veio acompanhado de uma redução significativa do AMU com uma diminuição de 52% para os porcos desde o nascimento até ao abate e de 32% para os reprodutores, sobre a base de incidências de tratamento (TIs) e inclusive uma importante redução no uso de antimicrobianos de importância crítica. Mais importante ainda, o aumento dos níveis de biossegurança e a diminuição do AMU combinaram-se com resultados técnicos significativamente melhorados, como o número de leitões desmamados por porca e ano (+1,1), o aumento diário de peso (+5,9 g / dia) e a mortalidade no período de engorda (-0,6%).

As intervenções guiadas com o envolvimento de produtores pecuários e veterinários da exploração, assim como de outros orientadores, demonstraram ser um método prometedor na redução do uso de antimicrobianos na produção suína.

Postma M, Vanderhaeghen W, Sarrazin S, Maes D, Dewulf J. Reducing Antimicrobial Usage in Pig Production without Jeopardizing Production Parameters. Zoonoses Public Health. 2017 Feb;64(1):63-74. doi: 10.1111/zph.12283. Epub 2016 Jun 30.

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags