Leia este artigo em:

Rússia detecta ADN do vírus PSA em salsichas

Os produtos infectados, produzidos na fábrica da região de Kaluga, podem estar actualmente em 136 pontos de venda.

5ª feira 7 Novembro 2019 (há 10 dias)
gosto

Segundo informações da Agência Russa de Segurança Alimentar e Veterinária (Rosselkhoznadzor) em Chelyabinsk, os laboratórios veterinários confirmaram a presença do vírus da Peste Suína Africana (PSA) nas salsichas e matérias-primas da marca Buterbrodnaya.

Os produtos infectados foram produzidos na fábrica de Itera, localizada na cidade de Balabanovo, região de Kaluga. Após a detecção do DNA do vírus PSA, a empresa imediatamente enviou um aviso ao laboratório a informar que cerca de 285 kg de produtos acabados tinham sido comercializados.

Segundo o Rosselkhoznadzor, os produtos infectados podem estar actualmente em 136 pontos de venda.

Segunda-feira, 23 de Outubro de 2019/ Газета.Ru /Rússia.
https://www.gazeta.ru

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Última hora

Um boletim periódico de notícias sobre o mundo suinícola

Não estás inscrito na lista

15-Nov-201908-Nov-201931-Out-201925-Out-2019

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui