Leia este artigo em:

Holanda estabelecerá ajudas a agricultores que cessem a sua actividade

A Ministra da Agricultura, Carola Schouten, está comprometida com a produção de suínos sustentável e reduzir os riscos à saúde e ao meio ambiente em áreas de alta densidade. As explorações de suínos que causam desconforto e desejam cessar sua actividade podem candidatar-se a um subsídio.

5ª feira 9 Maio 2019 (há 5 meses 6 dias)
gosto

Um ambiente saudável, ciclos fechados, animais saudáveis, cria respeitosa, um modelo de rendimento atractivo e contribuições para um clima melhor. Estas são as ambições da produção de suínos na Holanda.

Para atingir esses objectivos, produtores de suínos, fornecedores e processadores, clientes e autoridades uniram forças na "Coalizão para a vitalização da cria de porcos". Entre eles, a organização dos produtores POV, Rabobank, Vion, Agrifirm, ForFarmers, Topigs Norsvin e o Ministério da Agricultura.

O principal objectivo da Coalizão é alcançar uma produção através do desenvolvimento de novos modelos de rendimentos, valorização de esterco, inovações de instalações e investimentos em sistemas de informação da cadeia de fornecimento.

No caso de explorações de suínos localizadas em locais onde causam desconforto aos habitantes da envolvência, o Ministério da Agricultura, com o objectivo de alcançar uma produção de suínos mais sustentável e reduzir os riscos à saúde e ao meio ambiente em áreas de alta densidade, oferecerá subsídios para os agricultores que estão dispostos a abandonar a produção.

De acordo com a ministra, Carola Schouten, tomar a decisão de abandonar a produção de suínos tem um enorme impacto na vida de um produtor pois ele enfrenta dúvidas sobre, por exemplo, o que acontece com as instalações quando a empresa está fechada. O Ministério preparou o projecto de plano que oferece orientação para criadores de suínos que estão a pensar em interromper sua actividade e podem, de maneira informada, pesar a sua decisão.

Os objectivos da Coalizão são resumidos em:

  • cuidado adequado com o meio ambiente: criar porcos que não causem efeitos prejudiciais (por exemplo, desconforto devido a maus cheiros) a vizinhos, produtores pecuários e seus empregados;
  • posição central na economia circular: reforçar a posição do porco como o animal circular definitivo que converte produtos que não são adequados para consumo humano (por exemplo, fluxos residuais da indústria alimentar) em alimentos de alta qualidade, por outro lado, o chorume é uma base valiosa para a energia verde, um fertilizante do solo e um substituto para os fertilizantes fósseis;
  • contribuição para a transição climática e energética: desenvolvimento de uma produção neutra para o clima, comprometida com a produção de energia a partir de fontes não fósseis (por exemplo, painéis solares em pavilhões e outras instalações) e economia de energia;
  • explorações suínas com porcos sãos e resistentes, sem uso sistemático de medicamentos;
  • líder mundial no mercado e cooperação na cadeia de abastecimento: a indústria suína holandesa mantém uma forte posição de exportação global.

Terça-feira, 30 de Abril de 2019.
Rijksoverheid/ Holanda. https://www.rijksoverheid.nl
Vion/ Holanda. https://www.vionfoodgroup.com

Artigos relacionados

Notícias

Notícias da Economia

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Última hora

Um boletim periódico de notícias sobre o mundo suinícola

Não estás inscrito na lista

11-Out-201904-Out-201927-Set-201920-Set-2019

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui