Leia este artigo em:

Novo Fundo Fiduciário para combater a resistência aos antimicrobianos

O Tripartido - uma iniciativa conjunta da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), da Organização Mundial de Sanidade Animal (OIE) e da Organização Mundial de Saúde (OMS) - lançou o Fundo Fiduciário de associados múltiplos para a RAM, apoiado com uma contribuição inicial de 5 milhões de dólares americanos por parte do Governo dos Países Baixos.

6ª feira 28 Junho 2019 (há 2 meses 26 dias)
gosto

O Fundo Fiduciário para a RAM operará durante cinco anos, até 2024 e o seu objectivo é impulsionar os esforços para apoiar os países na luta contra a ameaça imediata da RAM, possivelmente a ameaça mais complexa para a saúde a nível mundial.

A resistência aos antimicrobianos é a capacidade natural das bactérias e outros micróbios para desenvolver resistência aos medicamentos que utilizamos para os tratar, num processo que se acelera com o uso inapropriado ou excessivo de produtos farmacêuticos desenhados para matar agentes patogénicos não desejados em humanos, animais e culturas. É em particular o uso excessivo e inadequado de antibióticos na sanidade humana e animal o que está a fomentar a resistência.

O aumento da RAM representa uma ameaça que se descreveu como um "tsunami silencioso". Os microorganismos resistentes aos medicamentos são responsáveis por cerca de 700000 mortes por ano, número que poderá aumentar para 10 milhões de falecimentos anuais se não forem tomadas medidas.

Pedido de fundos

O pedido para financiamento imediato é de 70 milhões de dólares, que serão utilizados para apoiar os países e a implementação do plano de trabalho tripartido da RAM 2019-2020, em particular para prestar apoio técnico aos países que elaboram planos de acção nacionais sobre a RAM e para ampliar as acções a nível local.

Entre os resultados finais que procura o Fundo Fiduciário para a RAM destaca-se um mundo no que as doenças infecciosas podem continuar a ser tratadas com antimicrobianos eficazes e inócuos e no que a resistência se vigie e controle de forma mais pausada. O caminho para o êxito inclui actividades que vão desde a sensibilização e elaboração de planos de acção nacionais para a vigilância das tendências da RAM e garantir pautas mais responsáveis na venda e uso de antimicrobianos.

A inacção, devido a deficiências nas políticas ou na implementação, ameaça em fazer com que as infecções comuns sejam mais difíceis de tratar e que os procedimentos e tratamentos médicos que salvam vidas impliquem maiores riscos.

A falta de resposta também poderá aumentar a insegurança alimentar e a pobreza rural, quando as doenças animais já não se possam tratar eficazmente com medicamentos veterinários.

O Fundo Fiduciário para a RAM oferece um mecanismo conjunto para a atribuição clara e transparente de todas as fontes de financiamento, enquanto que as suas actividades se basearão em aplicar as melhores práticas, ampliar as acções que já funcionaram e o uso de abordagens inovadoras para garantir que as terapias actuais estejam disponíveis para as gerações futuras.

Quarta-Feira, 19 de Junho de 2019/ FAO.
http://www.fao.org

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Última hora

Um boletim periódico de notícias sobre o mundo suinícola

Não estás inscrito na lista

20-Set-201913-Set-201906-Set-201902-Ago-2019

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui