Leia este artigo em:

Combate às ameaças para a saúde associadas a interacção entre seres humanos, animais e ambiente

Num Memorando de Entendimento assinado entre a FAO, a OIE e a OMS estes organismos acordaram em fortalecer a sua asociação, centrada agora em combater a resistência aos antimicrobianos.

3ª feira 12 Junho 2018 (há 9 dias)

Num Memorando de Entendimento assinado entre a FAO, a OIE e a OMS estes organismos acordaram em fortalecer a sua asociação, centrada agora em combater a resistência aos antimicrobianos.

As três organizações atribuem prioridade à RAM, pelo que trabalham juntas para desenvolver sistemas de vigilância e uso de antimicrobianos a nível mundial, um programa global de gestão de antimicrobianos e um quadro de acompanhamento e avaliação para o plano de acção mundial. Actualmente existe um quadro integral de normas internacionais sobre o uso responsável e prudente de antimicrobianos que se actualiza de forma regular para estar em dia com o desenvolvimento dos conhecimentos científicos.

Além da RAM, o novo acordo irá centrar-se em melhorar a capacidade de previsão de doenças para oferecer respostas mais fundamentadas e rápidas frente às doenças zoonóticas emergentes e endémicas (incluindo as transmitidas pelos alimentos), ajudar os países a fortalecer os seus sistemas nacionais de saúde e realizar actividades conjuntas relacionadas com a redução de riscos.

Preparados para novos desafios

O desenvolvimento dos transportes, o aumento do comércio internacional, o crescimento demográfico e a expansão da agricultura alteraram drasticamente a forma em que as doenças emergem e se propagam, tornando a abordagem “Um saúde” (“One Health”) seja agora mais importante que nunca.

A FAO, a OMS e a OIE trabalham juntas desde a década de 1940 e, em 2010, estabeleceram uma colaboração formal sobre a resistência aos antimicrobianos e a luta contra doenças como a gripe e a raiva. Em 2017 publicaram o seu segundo documento estratégico reafirmando o seu compromisso.

Unir conhecimentos, ideas e capacidade técnica sobre saúde humana e animal e a alimentação e a agricultura pode gerar sinergias sólidas que conduzem a soluções mais firmes, eficientes e rentáveis para os complexos problemas de saúde que enfrenta o mundo de hoje.

Quarta-feira, 30 de Maio de 2018/ OIE.
http://www.oie.int/

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Última hora

Um boletim periódico de notícias sobre o mundo suinícola

Não estás inscrito na lista

15-Jun-201808-Jun-201801-Jun-201828-Mai-2018

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui