Leia este artigo em:

Brasil aumenta em mais de 44% as exportações de carne de porco

No passado mês de Abril, as exportações brasileiras de carne de porco aumentaram 44,3% relativamente a Abril de 2018.

4ª feira 15 Maio 2019 (há 3 meses 7 dias)
gosto

As exportações brasileiras de carne de porco, (considerando todos os produtos, fresca e transformada) atingiram as 58100 toneladas em Abril deste ano, segundo informa a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Este volume exportado representa um aumento de 44,3% em comparação com as exportadas no mesmo período do ano anterior (40200 t). O principal destino das exportações em Abril foi a China, com 15900 t, o que representa 27,7% do total.

No acumulado do ano (de Janeiro a Abril) o sector exportou 215700 toneladas, um volume 10,29% superior às 195500 t exportadas no primeiro quadrimestre do ano anterior. Nos primeiros quatro meses, o principal destino foi a China com um total de 49500 t, que representa 23,3%, seguida de Hong Kong (47000 t, 22,1%), da Rússia (21500 t, 10,1%)., do Uruguai (14.200 t, 6,7%) e do Chile (13400 t, 6,3%).

Quarta-Feira, 8 de Maio de 2019/ ABPA/ Brasil.
http://abpa-br.com.br

Artigos relacionados

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Última hora

Um boletim periódico de notícias sobre o mundo suinícola

Não estás inscrito na lista

02-Ago-201926-Jul-201919-Jul-201912-Jul-2019

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui