Leia este artigo em:

Brasil apresenta plano estratégico para erradicar PSC

O plano de erradicação prevê a implementação de várias acções, a primeira visando aumentar a vigilância nos 11 estados não livres de PSC.

5ª feira 7 Novembro 2019 (há 10 dias)
1 gosto

O Ministério da Agricultura iniciou a implementação do Plano Estratégico para o Brasil Livre da Peste Suína Clássica (PSC), que pretende erradicar a doença nos 11 estados da zona livre de doenças: Alagoas, Amapá, Amazonas (excepto parte do estado pertencente Zona Franca), Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Roraima.

A região onde o plano será implementado representa aproximadamente 50% do território brasileiro, onde estão localizados aproximadamente 18% do censo nacional de suínos, distribuídos em mais de 300.000 explorações rurais, predominantemente de pequenos produtores familiares.

O plano de erradicação prevê a implementação de 36 acções, com os primeiros passos para aumentar a vigilância nos 11 estados da área não isenta de PSC. Os estados elaborarão planos e o Mapa monitorizará e fará ajustes, se necessário.

Segundo o director do Departamento de Saúde Animal (DSA), para o sucesso do Plano Estratégico, há necessidade de priorização e participação efectiva dos sectores público e privado, com uma definição clara de compromissos, poderes e responsabilidades na monitorização e avaliação da sua execução.

Situação da PSC

Desde Outubro de 2018, ocorreram 67 surtos da doença na zona não-livre distribuídos nos estados do Ceará (49), Piauí (16) e Alagoas (2). Um total de R $ 1.116.914 será pago para compensar os 671 suinicultores e cobrir o custo de contenção dos surtos. Um total de 7.434 animais foram abatidos e 2.906 propriedades foram investigadas. O censo total desta área é de aproximadamente 5 milhões de animais.

A Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) reconheceu a divisão do Brasil em duas zonas livres de PSC e uma zona não-livre. A primeira zona livre foi reconhecida pela OIE em 2015, representada pelos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O segundo reconhecimento ocorreu em 2016, envolvendo os estados do Acre, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, São Paulo, Sergipe, Tocantins e Municípios de Guajará, Boca do Acre, ao sul do município de Canutama e sudoeste do município de Lábrea, pertencentes ao estado do Amazonas.

Quinta-feira, 31 de Outubro de 2019/ MAPA/ Brasil.
http://www.agricultura.gov.br

Artigos relacionados

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3
Insere um novo comentário

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Última hora

Um boletim periódico de notícias sobre o mundo suinícola

Não estás inscrito na lista

15-Nov-201908-Nov-201931-Out-201925-Out-2019

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui