Leia este artigo em:

Começa a turbulência no mercado de matérias-primas

O preço de reposição dos cereais e fibras mostram uma clara tendência altista.

No mês passado falámos de estabilidade nos preços, pelo menos até 20 de Setembro. Parece que não nos desviámos muito da previsão já que, neste momento, o preço de reposição dos cereais e fibras mostram uma clara tendência altista. No entanto, a ampla oferta de soja a nível mundial e de co-produtos proteicos faz com que os seus preços se mantenham num intervalo muito estável.

O grave problema destes meses é a logística para receber, armazenar e distribuir um volume de importação para a presente campanha de mais de 16 milhões de toneladas de cereais (ver tabela inferior) junto com as proteínas que habitualmente se operam. As mercadorias não entram nos armazéns dos portos e estão-se a acumular esperas de barcos para descarregar, assim como o armazenamento de grão em armazéns do interior. Tendo em conta que há a mesma disponibilidade de camiões que anos normais de produção em Espanha, a sobre-elevação dos preços que se pagam são já muito elevados.

Tabela 1. Volume de colheitas e importações das três últimas campanhas em Espanha. Fonte AESTIVUM/MAPAMA

Importações (Mt) 15/16 16/17 17/18 17/18-16/17
Trigo (T) 6,9 5,5 6,8 1,3
Cevada (C) 1,3 0,9 1,4 0,5
Milho (M) 6,6 5,8 7,8 2,0
Total importações 14,8 12,2 16,0 3,8
Total produção T+C+M 16,0 19,5 13,6 -5,9

Cereais

Viram-se, nos últimos dias de Setembro, subidas de preços superiores a 4/6 €/t sobre os mínimos em cevadas e trigos para todas as posições na península podendo ainda continuar a sua escalada. Isto é devido aos seguintes factores:

  • Para mercadoria nacional, voltamos a uma retenção forte, motivada pela ausência geral de chuvas e, em particular, em Castela e Leão que há 5 meses que só tem pequenas precipitações. Isto irá complicar as tarefas de preparação do terreno e sementeiras de Outono.
  • Os preços das cevadas internacionais, uma vez comercializados já os excedentes que a Europa necessita colocar no princípio da campanha, são sensivelmente mais elevados.
  • No caso dos trigos, a maior oferta em volume, relativamente ao ano passado, na Europa, deu-se com trigos de qualidade para farinha, pelo que a oferta de trigo para ração se regulou, com menor liquidez que nos meses passados nos países de origem. De facto, os trigos nacionais estão retidos como a cevada.
  • Os custos logísticos aumentaram já 10 % o preço de transporte para executar as posições comprometidas

Gráfico 1: Estacionalidade dos preços anuais do trigo armazenado no porto de Tarragona. Fonte AESTIVUM
Gráfico 1: Estacionalidade dos preços anuais do trigo armazenado no porto de Tarragona. Fonte AESTIVUM

Como podemos ver na tabela anterior a sazonalidade histórica dos últimos anos assim como a média, refletem que estamos no percurso inferior e a mudar a tendência.

No caso do milho, no entanto, a amplíssima oferta mundial continua a manter preços baixos para a importação, o único impacto que está a ser notado é uma subida de 2/3€/t dos preços nos portos devido fundamentalmente à debilidade do € relativamente ao $ que se produziu nas últimas jornadas.

O milho será nutricionalmente o mais interessante dos três cereais para a formulação de rações nos próximos meses.

Soja e outras proteínas

Como vemos no gráfico abaixo, as condições finais da cultura de soja nos EUA estabilizaram-se e os rendimentos na maioria dos estados serão confirmados uma vez que se tenham iniciado com força as tarefas de colheita. Certo é que as primas e o valor do câmbio do dólar dos últimos dias, somando com uma cotação em Chicago que não está nos mínimos, coloca-nos no preço do bagaço de soja aproximadamente 10 €/t acima dos mínimos de há um mês. Esta flutuação, para um produto como a soja, pode ser definida como mínima.

Quero refrescar a importância que tem hoje, em todos os mercados, a altíssima procura de produtos, por isso será incluída, no gráfico, a procura dos 5 principais consumidores de soja. A tendência é claramente altista e qualquer problema na oferta fará subir os preços de forma importante.

Em Espanha, actualmente, a disponibilidade de matérias-primas proteicas é altíssima, por isso estão a competir muito bem em formulações. Se a soja retoma a partir de Novembro, será possível ver aumentos também em ditos produtos.

Gráfico 2. Evolução de consumo de soja dos 5 países consumidores (que representam 81% do consumo mundial de soja). Fonte: USDA
Gráfico 2. Evolução de consumo de soja dos 5 países consumidores (que representam 81% do consumo mundial de soja). Fonte: USDA

Previsões

As cevadas e os trigos já experimentaram uma subida, pensamos que durante Outubro e Novembro o milho entrará nas fórmulas de ração de forma muito importante baixando notavelmente a pressão de procura para os dois primeiros, limitando assim esta subida ou inclusive cedendo um pouco a sua cotação.

Para a soja não há argumentos altistas. Resta pensar que em plena colheita, e com a disponibilidade mundial tão elevada, não deverão subir os preços, mas a partir da segunda quinzena de Outubro, com o grão já nos armazéns, historicamente o mercado sente-se mais cómodo em níveis mais elevados de preço, à espera da evolução das condições de sementeira na América do Sul.

A procura de rações fibrosas em Espanha, com uma seca tão forte acumulada, coloca os preços das matérias-primas que fornecem fibra claramente à alça. Os bagaços de trigo, cascas de soja, palha tratada, alfalfa… temos preços altos em geral.

Tabela 2. Previsão da evolução de preços por matéria-prima para o próximo mês.

Matéria-prima Intervalo de variação (€ / Tm) Tendência
Trigo 0 — +7
Milho -1 — +2 =
Cevada -1 — +8
Soja -5 — +20
Colza -1 — +5 =
DDG -1 — +4 =
Girassol -3 — +2 =
Bagaços 0 — +5
Alfalfa 0 — +5
Polpa -15 — +2

28 Setembro de 2017

Comentário do mercado de matérias-primas

Setembro será de novo um mês tranquilo11-Set-2017 há 1 meses 6 dias

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags