15 comentários

Castração Cirurgica sem Anestesia

Aproximadamente, 80% dos 120 milhões de porcos machos que se abatem na União Europeia todos os anos são castrados (EFSA, 2004). O motivo principal é evitar o odor sexual.


Aproximadamente, 80% dos 120 milhões de porcos machos que se abatem na União Europeia todos os anos são castrados (EFSA, 2004). O motivo principal é evitar o odor sexual, presente na carne de alguns machos inteiros quando chegam à puberdade. O olor sexual é um defeito sensorial (de odor e gosto) da carne, que é entendida como desagradável pelo consumidor durante o seu cozinhado ou ingestão (Font i Furnols et al., 2001). As principais moléculas responsáveis por este defeito são a androstenona e o escatol. A androstenona é um esteróide anabolizante que se produz nas células de Leydig do testículo em resposta à estimulação feita pela hormona luteinizante (LH). O escatol é um metabolito da degradação anaeróbica do triptófano que se produz no colón distal. Geralmente, a quantidade de escatol é inferior em fêmeas e machos castrados do que em machos inteiros. Isto é devido a que as hormonas sexuais dos machos inteiros inibem o sistema enzimático responsável pela degradação e eliminação do escatol no fígado.

Actualmente, a castração realiza-se cirurgicamente, sem anestesia e durante a primeira semana de vida do animal. Este procedimento implica a sujeição e imobilização do leitão, a incisão do escroto com um bisturí, a exposição do testículo e o seccionamento ou arrancamento do cordão espermático (Figura 1). Apesar de que é um procedimento rápido (menos de 30 s), induz no leitão uma série de alterações fisiológicas e comportamentais claramente indicativos de dor e stress (Prunier et al., 2006).

Figura 1: Castração cirúrgica. EFSA (2004).

No suíno, as vocalizações de alta frequência (>1000 Hz) associam-se com a dor. Taylor et al. (2001) compararam o número deste tipo de vocalizações emitidas por leitões de 3, 10 e 17 dias de idade submetidos a uma castração cirúrgica ou a uma castração fingida (sujeição e imobilização, mas sem ser castrados). Os animais castrados mostraram um maior número de vocalizações que os não castrados, e portanto, uma maior dor (Figura 2). Por sua vez, o número de vocalizações foi superior em leitões de 10 e 17 dias que em leitões de 3 dias, mas tanto durante o processo de castração como de castração fingida. Estes dados sugerem que a castração cirúrgica sem anestesia é dolorosa em qualquer idade, e que o maior número de vocalizações em animais maiores de uma semana é consequência do aumento da capacidade de vocalização e não de uma maior sensibilidade à dor, como se tinha sugerido no passado. Após a castração, as hormonas ACTH e cortisol, que são indicadoras de stress, aumentam 40 e 3 vezes respectivamente acima da sua concentração basal (Prunier et al., 2005). Esta alteração fisiológica é também indicativa de dor e stress. De todo o processo, a parte mais dolorosa é a exposição dos testículos e o corte do cordão espermático.

Figura 2. Efeito da castração sobre o número de vocalizações emitidas em leitões durante a operação.
(Adaptado de Marx et al., 2003)

A dor pós-cirúrgica pode prolongar-se durante 5 dias. Durante este tempo, os leitões castrados apresentam sinais de dor na zona afectada, permanecendo menos tempo activos. Igualmente, diminuem os comportamentos de brincadeira e de actividade na glândula mamária, quer seja mamando ou massajando para a seguinte ingesta de leite. A castração cirúrgica sem anestesia também tem efeitos negativos sobre o crescimento do animal, o sistema imunitário e a saúde (EFSA, 2004).

Devido a que a castração cirúrgica sem anestesia provoca dor e tem efeitos negativos sobre o crescimento e a saúde dos porcos, alguns países Europeus já adoptaram medidas para proibir esta prática. A Noruega proibiu a castração de leitões a partir de 2009, e desde 2002, é obrigatório o uso de anestesia e analgesia durante a castração. A Suiça também proibiu a castração cirúrgica sem anestesia a partir de 2009. A União Europeia está à procura de alternativas à castração sem anestesia que eliminem o odor sexual sem provocar sofrimento no animal.

Antonio Velarde (1) e Xavier Manteca (2) - (1) Grupo de Bem-estar Animal, IRTA-Monells (2) Facultad de Veterinaria, UAB

Os peritos opinam

Qual é a melhor idade para desmamar? (I de II)02-Set-2010 há 6 anos 11 meses 16 dias
Produção suína nas Filipinas (2/2)04-Ago-2010 há 7 anos 14 dias

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Jardel Lucca22-Nov-2011 (há 5 anos 8 meses 27 dias)

A adoção de práticas alternativas de castração de porcos tem sido revista em diversas esferas. No Brasil, ouvi falar de uma técnica que usa vacina. Ela é disponibilizada no mercado desde 2007. A castração sem anestesia é um procedimento cruel e acredito que alguma medidas como a distinção de carnes oriundas de diferentes técnicas de castração poderiam ser feitas para o usuário final. Isto certamente repercutiria positivamente em uma maior adoção da prática.

Roberto28-Mai-2013 (há 4 anos 2 meses 21 dias)

Boa noite gostaria de uma informacao
sobre esta vacina se funcciona e nonde
conpro.obrigado

Avelino08-Nov-2013 (há 3 anos 9 meses 10 dias)

Boa noite.Gostava saber se já sabe algo acerca da vacina e onde se pode comprar,pois queria capar um porco e queria experimentar.Desde já aqui lhe deixo o meu muito obrigado.

Gener da Silva Cruz18-Abr-2014 (há 3 anos 4 meses)

Bem explicativa a orientação, porém gostaria de saber qual o procedimento para a castração de um porco com uns 150 quilos. Obrigado.

basilio dos santos09-Mai-2017 (há 3 meses 9 dias)

boa tarde gostaria de saber periodo de castraçao de porco com um media de 100kl para corte muito obrigado

sueli05-Jun-2014 (há 3 anos 2 meses 13 dias)

gostei muito de todas explicações pois sou nova no assunto mas já capei um porquinho de uns quinze quilos..

elaine peixoto melo07-Jul-2014 (há 3 anos 1 meses 11 dias)

gostaria de saber sobre a vacina na qual se aprica na porca para capa la.. qual o nome e depois de quanto tempo de aprica la pode mata la, enfim gostaria de saber sobre os procedimentos! desde ja agradeço!

wander16-Jul-2015 (há 2 anos 1 meses 2 dias)

Bom dia. Vi uma indagação sobre castração de suino com 150 kilos, o uqe tambem é meu caso, mas não vi respost. Também indagações sobre a tal vacina que substitui a castração. Ha respostas para isso? Grato.

ariovaldo avendanho de souza26-Ago-2015 (há 1 anos 11 meses 23 dias)

bôa noite, gostaria de obter informaçoes sobre o castramento de suinos ja adultos com mais de 100kilos,,,se a anestesias,, e sobre as vacinas que eliminam o procedimento de castra~çaõ,,,,em leitoes,,,obrigado,,até

nilson moreira09-Set-2015 (há 1 anos 11 meses 9 dias)

tambem gostaria de saber se tem alguma anestezia para aplica em porco com mais de 100 kilos

nilson09-Set-2015 (há 1 anos 11 meses 9 dias)

gostaria de saber o melhor procedimento para castra porco com mais de 100 kilos e se tem alguma anestesia

Zânder Azevedo16-Set-2015 (há 1 anos 11 meses 2 dias)

Bom dia, segui um link sobre a vacina para imunocastração em suínos: http://www.suinoculturaindustrial.com.br/noticia/pfizer-lanca-vacina-para-castracao-imunologica-de-suinos/20070619084007_27609

amarildo15-Mar-2017 (há 5 meses 3 dias)

com quantos dias da castraçao de um porco a carne pode ser conssumida?

Junior 17-Abr-2017 (há 4 meses 1 dias)

Qual o tempo? Após a castração de barrão adulto. A carne estará pronta para consumo?

Carlos Rocca23-Mai-2017 (há 2 meses 26 dias)

Boa noite eu tenho um porco de 1 ano e meio vou capa quanto tempo eu vou ter que esperar para poder marta

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags