Leia este artigo em:

Efeito do tipo de amido sobre rendimento produtivo e qualidade da carne em porcos

A principal fonte de energia para alimentar os porcos é o amido que pode afectar a qualidade da carne ao afectar as propriedades do músculo e a transformação da miofibra post mortem.

4ª feira 29 Novembro 2017 (há 12 dias)

A principal fonte de energia para alimentar os porcos é o amido que, dependendo do tipo pode alterar a utilização da energia e o metabolismo das proteínas e dos lípidos nos músculos dos porcos. Em consequência, pode afectar a qualidade da carne ao afectar as propriedades do músculo e a transformação da miofibra post mortem.

Para estudar os efeitos de alimentar com diferentes tipos de amido sobre o rendimento e a qualidade da carne em porcos de acabamento, foram distribuídas aleatoriamente a noventa machos castrados (68,0 ± 2,0 kg) três dietas experimentais, com cinco repetições de seis porcos, que continham amido de milho ceroso puro (WMS), almido de milho (NMS) ou amido de ervilhas (PS). Sendo o ratio amilose/amilopectina de 0,07, 0,19 e 0,28, respectivamente.

Em comparação com a dieta WMS, a dieta PS originou um maior ganho de peso médio diário (GMD), área del ojo de lomo, valor de pH45, relação de relaxamento NMR transversal no pico 2 (T2) e também maior solubilidade da proteína sarcoplasmática. Por outro lado, diminuiu o índice de conversão, a espessura dagordura dorsal, a perda por gotejamento, a perda de cocção e a relação de área de pico T23. Além disso, a dieta PS aumentou os níveis de miosina de cadeia pesada (MiHC) -I e IIa, diminuiu o nível de MyHC-IIb, diminuiu o nível de miR23a e aumentou o seu nível de genes objectivo. Por outro lado, aumentou o nível de miR499 e diminuiu o seu nível de genes objectivo.

Em conclusão, a dieta PS com maior conteúdo de amilose pode melhorar o rendimento durante o crescimento, aumentar al área del ojo de lomo e diminuir a profundidade da gordura dorsal em porcos de acabamento. Por outro lado, o amido dietético com uma maior proporção de amilose/amilopectina afectou a qualidade da carne melhorando as propriedades musculares post mortem e promovendo a transformação da fibra muscular esquelética de rápida a lenta em porcos de acabamento.

Li, Y. J., Li, J. L., Zhang, L., Gao, F., and Zhou, G. H. (2017). Effects of dietary starch types on growth performance, meat quality and myofibre type of finishing pigs. Meat Science, 131, 60-67. https://doi.org/10.1016/j.meatsci.2017.04.237

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Nutrimail

Um boletim mensal de notícias sobre a nutrição dos suínos

Não estás inscrito na lista

30-Nov-201726-Out-201728-Set-201731-Ago-2017

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui