Leia este artigo em:

Suplementação com extracto de cana de açúcar e qualidade da carne

O objectivo do presente estudo foi investigar o efeito da suplementação na dieta com o extracto de cana de açúcar sobre a qualidade da carne e a estabilidade oxidativa do músculo Longissimus dorsi em porcos de acabamento.

5ª feira 21 Setembro 2017 (há 2 meses 25 dias)

A oxidação dos lípidos é uma das principais causas de deterioramento da carne e pode produzir peróxidos de ácidos gordos, hidroperóxidos de colesterol e radicais peroxi que influenciam negativamente a estabilidade oxidativa do músculo.

Crê-se que a oxidação dos lípidos pode ser inibida através de antioxidantes sintéticos e naturais. A cana de açúcar (Saccharum officinarum L.) e os seus derivados mostraram uma ampla gama de actividades biológicas, incluindo antioxidantes, anti-inflamatórias, etc. Estas são explicadas pelo seu conteúdo em compostos fenólicos, ácido sinápico, ácido clorogénico, derivados de apigenina e derivados de tricina. Estes compostos bioactivos são geralmente considerados como produtos químicos seguros que exibem baixa toxicidade.

O objectivo do presente estudo foi investigar o efeito da suplementação na dieta com o extracto de cana de açúcar (SCE) sobre a qualidade da carne e a estabilidade oxidativa do músculo Longissimus dorsi em porcos de acabamento. Foram atribuídos 18 machos castrados (Duroc × Landrace × Jiaxing Black) ao acaso, com um peso médio inicial de 62,1 ± 5,0 kg, a 1 de 3 dietas com 6 repetições por tratamento durante 42 dias. As dietas compreendiam uma dieta basal e as dietas suplementadas com 5 e 25 g/kg de SCE.

Os resultados mostraram que a suplementação de SCE não afectou o peso corporal final dos porcos de acabamento. A suplementação dietética de SCE aumentou significativamente o pH do músculo Longissimus dorsi às 24 h e tendeu a reduzir e diminuir significativamente a força de corte, a perda por gotejamento, a área de secção transversal de miofibras e a actividade da lactato desidrogenase a 5 e 25 g/kg, respectivamente. Os tratamentos SCE dietéticos diminuiram significativamente o conteúdo de malonaldeído e a actividade de superóxido dismutase total no músculo Longissimus dorsi e tenderam a reduzir o conteúdo de malonaldeído no soro.

Em conjunto, estes dados indicam que a SCE pode servir como um aditivo que melhora a qualidade da carne dos porcos de acabamento. Além disso, este estudo também proporciona evidência de que a suplementação dietética de SCE pode diminuir a actividade de CSF e LDH nas miofibras e melhorar a estabilidade oxidativa no porco, o que pode servir como informação útil para entender os mecanismos subjacentes de qualidade melhorada da carne.

Xia, Y., Li, Y., Shen, X., Mizu, M., Furuta, T., and Li, C. (2017). Effect of dietary supplementation with sugar cane extract on meat quality and oxidative stability in finishing pigs. Animal Nutrition. https://doi.org/10.1016/j.aninu.2017.05.002

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Nutrimail

Um boletim mensal de notícias sobre a nutrição dos suínos

Não estás inscrito na lista

30-Nov-201726-Out-201728-Set-201731-Ago-2017

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui