Leia este artigo em:

Aumento da concentração de proteína nas dietas de lactação

A presente experiência foi desenhada para estudar o efeito de aumentar, de forma balanceada, a proteína da dieta em porcas hiperprolíficas durante o período de lactação.

5ª feira 11 Janeiro 2018 (há 11 dias)
freitasjfRafaelGrando

As porcas de alta produtividade, desmamando acima de 12 leitões/parto, têm maiores necessidades nutricionais assumindo uma maior produção de leite. Vários estudos demonstraram que aumentar o nível de proteína na dieta promove um maior crescimento dos leitões.

A presente experiência foi desenhada para estudar o efeito de aumentar, de forma balanceada, a proteína da dieta em porcas hiperprolíficas durante o período de lactação. Foram destinadas 544 porcas (paridade entre 1 e 4) a um dos seis tratamentos a partir do segundo dia 2 pós-parto e até ao desmame. As 6 dietas apresentavam um nível de proteína bruta (PB) digestível ileal standartizada (SID) de 104,3, 113,3, 120,9, 128,5, 139,2 ou 150,0 g/kg. Aos dois dias pós- parto, as ninhadas foram homogeneizadas a 14 leitões e foi registado o peso vivo (PV), a espessura da gordura dorsal (EGD) da porca e o peso da ninhada. O PV, EGD da porca e o peso da ninhada também foram registados ao desmame. Foi utilizada uma sub-amostra de 70 porcas (paridade 2 e 3) para recolher amostras de leite nos dias 3, 10 e 17 de lactação. As amostras foram analisadas para determinar a gordura, a PB e a lactose. A concentração dietética de PB SID foi utilizada como variável explicativa para a análise dose-resposta. As outras variáveis resposta já mencionadas foram estudadas utilizando diferentes modelos de regressão.

A perda de PV e EGD na lactação alcançaram o ponto de ruptura a 143 g de PB SID/kg e 127 g PB SID/kg, respectivamente, sendo estas perdas de 0,58 kg/d e 3 mm/d, respectivamente. As ninhadas das porcas multíparas apresentaram maior velocidade de crescimento que as das porcas de primeira paridade (3,07 vs. 2,53 kg/d) no ponto de ruptura (135 g PB SID/kg), mas a tamanho da ninhada ao desmame não foi afectado pelos tratamentos experimentais (13,0 ± 1,2 leitões) pelos tratamentos experimentais. A PB do leite aumentou a 5,0 g/100 ml até ao ponto máximo de 136 g PB SID/kg. A lactose diminuiu até um ponto crítico de 120 g PB SID/kg a 5,3 g/100 ml e a gordura aumentou linearmente. A produção diária de proteína no leite aumentou até ao dia 17 com um máximo de 130 g PB SID/kg (663-670 g/d). O conteúdo de gordura do leite aumentou linearmente com o aumento de PB SID na dieta. Além disso, foi possível observar uma tendência ao aumento do número de leitões nascidos totais no parto seguinte com o aumento de PB SID na dieta, enquanto que o intervalo desmame-cio não foi afectado.

Este estudo permite demonstrar que o aumento da PB SID na dieta a 135 g/kg ou 850 g/d melhora a velocidade de crescimento dos leitões aumentando a produção de leite e o nível de proteína no mesmo. Além disso, observou-se uma redução das perdas de peso corporal da porca durante a lactação.

Strathe, A. V., Bruun, T. S., Geertsen, N., Zerrahn, J. E., and Hansen, C. F. (2017). Increased dietary protein levels during lactation improved sow and litter performance. Animal Feed Science and Technology, 232, 169-181. https://doi.org/10.1016/j.anifeedsci.2017.08.015

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags

Nutrimail

Um boletim mensal de notícias sobre a nutrição dos suínos

Não estás inscrito na lista

28-Dez-201730-Nov-201726-Out-201728-Set-2017

faz login e inscreve-te na lista

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui