Leia este artigo em:

Porcas adoptantes temporárias: como aumentar mamas disponíveis em explorações em bandas

Explica-se como gerir as porcas adoptantes em sistemas de bandas a três semanas através de um exemplo prático.

Um dos maiores desafios que estão a ser colocados nas genéticas actuais, cada vez mais prolíficas, é a diferença existente entre a média de leitões nascidos vivos e a média de mamas produtivas das porcas. Isto obriga, nas maternidades, a diferentes maneios para "criar" mais mamas disponíveis, sendo um dos mais comuns a criação de porcas mães adoptivas.

Basicamente, uma porca mãe adoptiva é uma porca que cria duas ninhadas numa mesma lactação, a sua e outra que adopta após desmamar a sua própria ninhada. O uso de porcas adoptantes é fácil em explorações com bandas semanais, já que há partos todas as semanas e portanto porcas em praticamente todas as durações de lactação. No entanto, este procedimento torna-se muito mais complicado no caso de explorações que funcionam em bandas de três semanas, maneio muito comum em Espanha. E é especialmente complexo no caso de maneios rigorosos em bandas, ou seja, sem cobrições fora da semana de cobrição, portanto, com partos exclusivamente de três em três semanas.

De seguida, explica-se um maneio que pode ajudar no uso de porcas adoptantes nesta situação, que foram chamadas "porcas adoptantes temporárias". Para uma melhor compreensão, mostram-se as semanas de parto e desmame de dois lotes consecutivos numa exploração com maneio rigoroso de três em três semanas.

Tabela 1-Semanas de parto e desmame por banda

Semana 1 2 3 4 5 6 7 8
Lote A Parto Desmame Cobrição
Lote B Parto Desmame

Começando com os partos do lote B, na semana 4. Os passos seriam:

  1. Recolher os leitões que "sobram" do principal dia de partos e, após o encolostramento, conduzi-los a porcas que se tenham adiantado desse mesmo lote, ou seja, que tenham 2-3 dias de lactação.
  2. Os leitões que essas porcas adiantadas tinham, que têm 2-3 dias de vida, que vão ser colocados em porcas do lote A, que têm 21 dias de lactação. Os leitões dessas porcas são desmamados aos 21 dias, ou seja, uma semana antes do resto dos leitões do seu lote. Esta porca é a que chamamos "porca adoptantes temporárias".
  3. Na semana 5, ou seja, uma semana depois, posto que os leitões da porca adoptante temporária só têm 9-10 dias, em vez de serem desmamados deslocam-se para porcas do lote A que vão ser enviadas para o matadouro eque, após desmamar a sua ninhada, adoptam estes leitões.
  4. Na semana 8, estas porcas de matadouro do lote A que têm leitões do lote B são desmamadas junto com as porcas do lote B. Os seus leitões terão 28-30 dias, enquanto que a duração da lactação destas porcas será de 7 semanas. Estas são as porcas adoptantes reais, já que desmamam duas ninhadas.

Com este processo, teremos alguns leitões desmamados com 21 dias e algumas porcas desmamadas com 7 semanas que, dado que vão ser enviadas para o matadouro após o desmame, são amortizadas ao máximo antes desse envio para o matadouro.

Este maneio é muito útil, no entanto, por motivos sanitários, devem ser sempre movidas as porcas e não os leitões. Ou seja, tanto as porcas adoptantes temporárias como as definitivas definitivas seriam movidas das salas do lote A para as salas do lote B. E as porcas adoptantes temporárias não seriam de facto porcas adoptantes, já que não desmamam duas ninhadas mas sim uma, a sua, já que a que adoptam posteriormente continua a lactação na porca adoptante definitiva. De seguida, é mostrada informação dos diferentes tipos de porcas.

Tabela 2-Idades ao desmame, durações de lactação e nº de ninhadas desmamadas por tipo de porca.

Idade desmame leitões (dias) Duração lactação porca (dias) Nº ninhadas desmamadas
Porca normal 28 28 1
Porca adoptante temporária 21 28 1
Porca adoptante definitiva 28 49 2

A pergunta que pode surgir é: porque é que, no passo 2, não são logo usadas porcas de matadouro, o que pouparia o passo 3? As duas razões para o uso destas "porcas adoptantes temporárias" são:

  • A primeira e fundamental é por economia de maneio. Enquanto as porcas que vão ser enviadas para o matadouro têm, normalmente, um baixo número de leitões lactantes, como porcas adoptantes temporárias vão ser usadas porcas com ninhadas grandes (13-14). Desta forma, em três porcas adoptantes temporárias podem ser recolhidos os mesmos leitões que em 5 porcas de matadouro.
  • A segunda é que essas porcas adoptantes temporárias terão leitões um pouco mais pequenos que as porcas de matadouro (sempre que tenham o tamanho mínimo para ser desmamados). Dado que a diferença de idade entre os leitões que são desmamados (21 dias) e os que são adoptados (2-3 dias) é elevada, o que se tenta é que pelo menos a diferença de tamanho seja a menor possível, para que a porca não seja muito afectada.

Este maneio deve ser o melhor e, provavelmente, o único possível para o caso de explorações com maneios rigorosos em bandas de três semanas. É um exemplo de como as mudanças de de rendimento que a melhoria genética está a produzir, com as porcas hiperprolíficas, conduzem a novos desafios a nível de maneio que têm que ser enfrentados.

Dados produtivos

Porque produzo menos se não alterei nada?06-Set-2017 há 3 meses 5 dias

Comentários ao artigo

Este espaço não é uma zona de consultas aos autores dos artigos mas sim um local de discussão aberto a todos os utilizadores de 3tres3

Para fazeres comentários tens que ser utilizador registado da 3tres3 e fazer login

Ainda não és utilizador registado de 333?regista-tee acede a preços dos porcos, pesquisador, ...
É gratuito e rápido
Já estás registado na 333?LOGINSe esqueceste a tua password nós enviamos novamente aqui

tags